Morbidelli descarta estar na briga pelo título: “Pilotos de fábrica pensam no campeonato”

O ítalo-brasileiro apontou que vai apenas aproveitar as corridas e deixar as preocupações da disputa pelo título para os pilotos oficiais da Yamaha

Franco Morbidelli se mostrou bastante realista quanto a disputa pelo título da temporada da MotoGP. O ítalo-brasileiro destacou a falta de velocidade de sua YZR-M1 e apontou que pilotos de fábrica da Yamaha que devem se preocupar em conquistar o campeonato 2020.

A declaração do competidor veio após um GP da Catalunha lento. O piloto de 25 anos largou da pole-position, mas ao longo da prova perdeu rendimento e não conseguiu acompanhar o ritmo dos adversários, cruzando a linha de chegada na quarta colocação.

“Após ver meu potencial de reta ser menor que das outras Yamaha, preciso dar um passo para trás, tentar relaxar, aproveitar cada volta, cada corrida e não pensar em mais nada. Apenas fazer meu trabalho sem pensar em nada em especial no campeonato, pois, como disse, pilotos de fábrica precisam pensar no título. Mas percebi isso ainda mais neste traçado com uma longa reta”, explicou.

Franco Morbidelli MotoGP 2020 GP da Catalunha Corrida
Franco Morbidelli não se vê na briga pelo título (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Os dados do speed trap confirmam a declaração de Franco. Em velocidade de reta, o piloto esteve semelhante a Aprilia de Bradley Smith, com velocidade máxima em 337.5 km/h. Em comparação, Maverick Viñales e Valentino Rossi eram apenas 1 km/h mais rápidos, enquanto o vencedor Fabio Quartararo era o mais veloz com 343.9 km/h. Francesco Bagnaia liderou com 351.7 km/h com a Pramac.

Morbidelli é o único representante da esquadra de Iwata que não corre com a M1 de fábrica. “Neste fim de semana, fui 6 km/h mais lento que as outras Yamaha. No fim da corrida, fui 22 km/h mais lento que a Ducati”, apontou.

Mas Franco encerrou exaltando a melhora apresentada em relação a 2019. “Claramente melhorei. Sou um atleta melhor, mais profissional e mais sério na pista. Trabalho melhor com a equipe e isso afeta muito os resultados, que são muito bons. Estou muito feliz em como as coisas estão indo. Tive alguns azares e ainda estou em quinto. É incrível”.

Após oito etapas da classe rainha do Mundial, Morbidelli soma 31 pontos a menos que o companheiro Quartararo, líder. Maverick, piloto de fábrica da Yamaha, está em terceiro com 28 tentos de desvantagem.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube