MotoGP anuncia acordo preliminar para correr na Hungria a partir de 2022

Com o projeto de aumentar o calendário cada vez mais, a MotoGP anunciou um acordo preliminar para o retorno de uma etapa na Hungria, que aconteceu em três edições no início dos anos 1990. Um novo autódromo será construído caso o contrato de realização da corrida seja assinado até fevereiro

A Dorna Sports anunciou um acordo preliminar para a realização de uma corrida da MotoGP na Hungria a partir de 2022. O vínculo de compromisso, assinado entre o governo e a organizadora da categoria, é para a realização de cinco corridas, e a assinatura oficial precisa acontecer antes do fim de fevereiro de 2020.
 
A Hungria recebeu a MotoGP em três oportunidades, entre 1990 e 1992, no circuito de Hungaroring, conhecido por sediar a Fórmula 1. Para o possível retorno, um novo autódromo será construído.
 
"Estou muito orgulhoso por anunciar negociações para mais uma adição ao calendário da MotoGP, e ver o nosso esporte crescer e se desenvolver ao redor do mundo. Uma nova corrida e um novo circuito na Hungria é empolgante para nós, e traz a MotoGP para um país com tradição em corridas, e estamos ansiosos para ter o papel de fazer o esporte crescer”, declarou Carmelo Ezpeleta, chefão da maior categoria de motociclismo do mundo.
Maverick Viñales e Valentino Rossi (Foto: Reprodução)
É o segundo acordo preliminar feito pela Dorna para uma nova entrada no calendário em 2022. Em outubro, uma corrida no Brasil, no inexistente autódromo de Deodoro, foi anunciada pela MotoGP.
 
A categoria realizará sua última etapa de 2019 no próximo domingo (17), com o GP da Comunidade Valenciana. Com a entrada de uma prova na Finlândia, no circuito Kymi Ring, a MotoGP terá 20 corridas em 2020, recorde no calendário, que deve ser alongado nos próximos anos.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar