MotoGP permite comunicação entre equipes e pilotos por meio de mensagens de texto a partir da temporada 2018

A Comissão de GP decidiu permitir que os times enviem mensagens aos pilotos por meio de uma tela instalada nas motos. Tecnologia foi originalmente introduzida para enviar mensagens de segurança vindas da direção de prova

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Comissão de GP anunciou na quarta-feira (28) planos de liberar a comunicação entre equipes e pilotos por meio de um painel eletrônico instalado nas motos. A tecnologia foi originalmente introduzida para notificar os competidores com mensagens relacionadas à segurança.
 
Em um encontro em Assen, a Comissão de GP, que é formada por Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial; Paul Duparc, da FIM (Federação Internacional de Motociclismo); Hervé Poncharal, da IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida); e Takanao Tsubouchi, da MSMA (Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas), junto com Carlos Ezpeleta, também da Dorna; Mike Trimby, da IRTA; e Corrado Cecchinelli, diretor de tecnologia do certame, anunciou que o recurso passa a ser permitido para MotoGP e Moto3 a partir de 2018 e para Moto2 no ano seguinte.
Equipes vão poder se comunicar com pilotos por meio de mensagens de texto (Foto: KTM)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Já foi confirmado que as máquinas de Moto3 e MotoGP devem ter um painel para exibir mensagens de testes, ligado ao atual sistema de alerta luminoso, com efeito a partir de 2018. Isso também será aplicado à Moto2 a partir de 2019. A GPC agora confirmou uma lista precisa de mensagens que será enviada junto com os alertas luminosos pela direção de prova”, diz o texto da decisão. “Alguns times já contam com o recurso no painel de suas máquinas para receber mensagens de texto e, depois da aprovação da Comissão de Segurança, a GPC confirmou que tais times já podem usar este recurso como uma ‘pit-board virtual’. Isso não exige nenhuma modificação no regulamento existente”, completa.
 
Conforme afirmou a Comissão de GP, alguns times já testam esta tecnologia, com a possibilidade de enviarem mensagens curtas aos pilotos. O conteúdo destas mensagens é variado e pode incluir tempos de volta, instruções de segurança e também informações sobre a corrida.
Esta medida vinha sendo estudada desde o ano passado, mas, em agosto, representantes de Yamaha, Honda e Ducati rejeitaram a introdução do sistema de comunicação eletrônico.

POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube