Nagashima supera Binder e ponteia TL1 da Moto2 em Brno. Márquez é 19º

Testuta Nagashima colocou a SAG no topo da folha de tempos da Moto2 em Brno ao superar Brad Binder por 0s060. Mais 0s001 atrás, Augusto Fernández completou o top-3. Líder do Mundial, Álex Márquez foi apenas 19º

Testuta Nagashima colocou o Japão na ponta na primeira sessão de treinos livres para o GP da Tchéquia. O titular da SAG superou Brad Binder por 0s060 na manhã desta sexta-feira (2) para assegurar a melhor marca.
 
Agora com a Tasca, Mattia Pasini liderou parte da atividade, mas, nos minutos finais, viu a concorrência apertar o passo. Binder chegou a colocar a KTM na frente, mas logo foi superado por Nagashima.
Tetsuto Nagashima (Foto: Reprodução)
Na última de suas 15 voltas, Augusto Fernández passou 0s001 mais lento que Binder e ficou com o terceiro posto, deixando Pasini em quarto, já 0s177 mais lento que o ponteiro.
 
Com 2min02s590, Tom Lüthi fez o quinto tempo, à frente de Nicolò Bulega, Iker Lecuona, Jorge Navarro e Sam Lowes. 0s883 atrás do líder, Remy Gardner fecha o rol dos dez mais rápidos.
 
Líder do Mundial, Álex Márquez chegou a 2min03s505 na última de suas 16 voltas e, 1s425 mais lento que o líder, ficou só em 19º.

O GP da Tchéquia de Moto2 está marcado para o domingo, às 7h20 (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o 1º treino livre da Moto2 em Brno:

Com o sol aparecendo entre nuvens nesta manhã de sexta-feira, a Moto2 iniciou os trabalhos em Brno com os termômetros marcando 23,9°C, enquanto o asfalto chegava aos 29°C.
 
Com 2min04s577, Luca Marini foi o primeiro a ocupar o topo da tabela, 0s646 melhor que Marcel Schrötter, o segundo colocado. Bo Bendsneyder tinha o terceiro posto, à frente de Álex Márquez e Xavi Vierge.
 
Na sequência, Mattia Pasini, que neste fim de semana corre com a Tasca, foi a 2min03s540 e assumiu a liderança, 0s907 melhor que Márquez, que subiu para segundo. Schrötter era o terceiro, à frente de Tetsuta Nagashima e Jorge Navarro.
 
Márquez, então, reduziu para 0s126 a vantagem de Pasini no topo da tabela, com Brad Binder aparecendo para ocupar a terceira colocação. Enea Bastianini era o quarto, com Augusto Fernández fechando o top-5.

Antes da primeira rodada de pit-stops, Marini foi a 2min03s697 e assumiu a quarta colocação, 0s058 à frente de Navarro, o quinto. Bastianini e Fernández vinham em seguida. 
 
Depois de uma longa calmaria, Remy Gardner cravou 2min03s127 e assumiu a ponta, superando Pasini por 0s413. Logo depois, Bendsneyder foi 0s279 melhor que Mattia e se colocou em segundo.
 
O experiente #54, então, respondeu com 2min02s534 e voltou ao topo, 0s593 melhor que o filho de Wayne. 

Pouco depois, Binder chegou a 2min02s140 e assumiu a ponta, 0s117 melhor que Pasini. A liderança da KTM, porém, durou pouco, já que Nagashima tomou a liderança ao virar 0s060 melhor que o sul-africano.
 
Iker Lecuona cravou 2min02s738 e assumiu a quarta colocação, à frente de Navarro. Sam Lowes vinha na sequência, escoltado por Tom Lüthi, Marini, Nicolò Bulega e Gardner.
 
Com pouco mais de dois minutos para o fim da sessão, Lüthi foi a 2min02s590 e assumiu o quarto posto, 0s510 mais lento que Nagashima. O suíço é o vice-líder do Mundial.
 
Em seguida, Fernández virou 0s294 melhor que o #12 e ficou com o quarto posto, 0s216 atrás do líder da sessão.

Já com a bandeira quadriculada tremulando em Brno, Fernández saltou para o terceiro posto, 0s061 mais lento que o líder e só 0s001 atrás de Binder, o segundo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube