Nakagami bate Márquez com cronômetro zerado e fatura primeira pole do ano na Moto2 no Japão. Apagado, Morbidelli é 15º

A Moto2 teve uma classificação bastante agitada em Motegi. Neste sábado, por conta do traçado secando a cada volta, os tempos foram despencando com o passar do tempo. Mas já com cronômetros zerados, Takaaki Nakagami bateu Álex Márquez e ficou com a pole-position em casa

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Uma sessão de tirar o fôlego em Motegi. Neste sábado (14), aconteceu a classificação da Moto2 para o GP do Japão e depois de um treino bastante movimentado, o piloto da casa Takaaki Nakagami bateu Álex Márquez com o cronômetro zerado e ficou com a pole-position para a prova.
 
Após constante chuva nas primeiras atividades do final de semana nipônico, a tomada de tempos da classe intermediária do Mundial de Motovelocidade aconteceu com piso secando. Com as condições melhorando a cada volta, os pilotos despencavam cada vez mais suas marcas.
 
Isso fez com que a classificação fosse bastante agitada. A liderança da tabela de tempos mudou constantemente de mãos, passando por pilotos como Mattia Pasini, Lorenzo Baldassarri e Xavier Siméon.
 
No entanto, após fazer a marca de 1min53s776, foi Nakagami quem ficou com a posição de honra do grid. Da primeira fila também largam Márquez, em segundo, e Xavi Vierge, em terceiro.
 
Quem fez sessão bastante discreta foram os postulantes ao título Franco Morbidelli e Thomas Lüthi. O ítalo-brasileiro conseguiu apenas o 15º posto de largada, enquanto o suíço foi o 13º.
Takaaki Nakagami (Foto: Team Asia)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Saiba como foi o treino classificatório da Moto2 no Japão:
 

Quando a Moto2 voltou para a pista de Motegi, o asfalto ainda não estava seco, apesar de estar em melhor condição. O termômetro indicava que a temperatura não havia subido, marcando 16ºC e com o piso chegando a 17º.
 
Assim que foi autorizada a sessão, os pilotos logo foram para a pista. O primeiro a marcar a volta mais veloz foi Francesco Bagnaia, com o tempo de 2min03s867.
 
No entanto, o titular da VR46 logo seria superado por Mattia Pasini, que anotou 2min03s458, um tempo 0s409 inferior ao do italiano. Mas pouco depois a ponta da tabela mudaria novamente, passando por Xavier Siméon e voltando para Bagnaia, que baixou sua marca para 2min02s757.
 
O início da sessão nipônica foi bastante agitada. Após sucessivas trocas de liderança, Pasini se firmou na ponta da tabela com a marca de 2min01s427. O titular da Italtrans era seguido por Bagnaia, Nakagami, Xavi Vierge e Miguel Oliveira.
 
Enquanto isso, os postulantes ao título estavam apagados. Franco Morbidelli aparecia apenas na 13ª colocação, enquanto Thomas Lüthi sequer havia marcado uma volta rápida com pouco mais de 30 minutos para o encerramento das atividades.
 
Quando o relógio atingiu a marca dos 26 minutos para a bandeira quadriculada tremular, Oliveira era quem ocupava o topo da folha de tempos. Sua marca era 0s368 inferior a de Pasini e 0s850 de Remy Gardner, o terceiro.
 
Foi quando a sessão já havia corrido mais de 20 minutos que Lüthi deixou a garagem de sua equipe e se dirigiu para a pista. Após algumas voltas rápidas, o suíço aparecia apenas na 12ª colocação.
 
A medida que o traçado foi secando, os tempos foram baixando. Novamente era Pasini quem sustentava a melhor marca, com 2min00s477. Os pilotos estavam agora nos boxes para a parada programada da classificação.
 
Quando os competidores retornaram para a pista e as condições do asfalto foram melhorando ainda mais, não demorou muito para que os tempos voltassem a despencar. Depois da liderança passar pelas mãos de Simone Cortese, Lorenzo Baldassarri e voltar para Pasini, era Hafizh Syahrin quem tinha a marca mais veloz.
 
Nos últimos sete minutos de sessão, Syahrin reinava em Motegi. O #55 era seguido por Oliveira, Vierge, Pasini e Bagnaia. Mais para trás, Morbidelli aparecia apenas em 12º, enquanto Lüthi ocupava o 14º posto.
 
Mas foi com o cronômetro zerado que a ação pegou na pista. Takaaki Nakagami deu uma volta voadora para conquistar a pole-position. No entanto, Álex Márquez apareceu para destruir o tempo do piloto da casa. Mas o japonês não se daria por vencido e, com o giro certeiro, anotou o tempo de 1min53s776, ficou com a posição de honra do grid.

#GALERIA(7208)

Moto2, GP do Japão, Motegi, Classificação:

1 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex 1:53.776  
2 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex 1:53.904 +0.128
3 97 XAVI VIERGE ESP TECH3 Mistral 610 1:54.046 +0.270
4 54 MATTIA PASINI ITA ITALTRANS Kalex 1:54.139 +0.363
5 44 MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO 1:54.289 +0.513
6 55 HAFIZH SYAHRIN MAL RACELINE Kalex 1:54.362 +0.586
7 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Suter 1:54.409 +0.633
8 23 MARCEL SCHROTTER ALE INTACT Suter 1:55.181 +1.405
9 19 XAVIER SIMÉON BEL TASCA Kalex 1:55.220 +1.444
10 37 AUGUSTO FERNÁNDEZ ESP SPEED UP 1:55.223 +1.447
11 77 DOMINIQUE AEGERTER SUI KIEFER Suter 1:55.237 +1.461
12 42 FRANCESCO BAGNAIA ITA VR46 Kalex 1:55.610 +1.834
13 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex 1:55.684 +1.908
14 5 ANDREA LOCATELLI ITA ITALTRANS Kalex 1:55.975 +2.199
15 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex 1:55.988 +2.212
16 49 AXEL PONS ESP RW Kalex 1:56.047 +2.271
17 40 FABIO QUARTARARO FRA PONS Kalex 1:56.129 +2.353
18 27 IKER LECUONA ESP INTERWETTEN Kalex 1:56.256 +2.480
19 87 REMY GARDNER AUS TECH3 Mistral 610 1:56.266 +2.490
20 62 STEFANO MANZI ITA VR46 Kalex 1:56.296 +2.520
21 10 LUCA MARINI ITA FORWARD Kalex 1:56.300 +2.520
22 32 ISAAC VIÑALES ESP SAG Kalex 1:56.637 +2.861
23 34 RYO MIZUNO JAP MuSASHi RT HARC-PRO Kalex 1:56.729 +2.953
24 41 BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO 1:56.859 +3.083
25 33 IKUHIRO ENOKIDO JAP MOTOBUM Kalex 1:56.885 +3.109
26 9 JORGE NAVARRO ING GRESINI Kalex 1:56.940 +3.164
27 2 JESKO RAFFIN SUI INTERWETTEN Kalex 1:57.357 +3.581
28 24 SIMONE CORSI ITA SPEED UP 1:57.774 +3.998
29 45 TETSUTA NAGASHIMA ITA SAG Kalex 1:57.946 +4.170
30 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex 1:58.961 +5.185
31 6 TARRAN MACKENZIE ING KIEFER Suter 1:59.282 +5.506
32 57 EDGAR PONS ESP PONS Kalex 1:59.459 +5.683
33 89 KHAIRUL IDHAM PAWI ESP TEAM TADY Kalex 2:00.099 +6.323
             
RECORDE FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex 1:50.788 156.0 km/h
MELHOR VOLTA JOHANN ZARCO FRA AJO Kalex 1:49.961 157.1 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA MOLHADA   ar: 15ºC | pista: 17ºC
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube