Organização da MotoGP cita preocupação com segurança e descarta retorno ao circuito de Spa-Francorchamps

Diretor-executivo da Dorna, empresa que organiza o Mundial de Motovelocidade, Carmelo Ezpeleta descartou um retorno à Spa-Francorchamps por entender que é quase impossível tornar o traçado seguro para a MotoGP. Diretora da pista belga tinha manifestado o desejo de sediar o certame

 

Durou pouco a animação em torno de uma eventual volta da MotoGP ao circuito de Spa-Francorchamps. Pouco tempo depois de a diretora da pista manifestar o desejo de receber a categoria, Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, a empresa que organiza o campeonato, descartou a inclusão do famoso traçado na programação do Mundial.

 
Ezpeleta admitiu que foi procurado pelos responsáveis por Spa-Francorchamps em meados do ano passado, mas classificou como “quase impossível” adaptar o layout da pista às exigência de segurança da categoria máxima da FIM (Federação Internacional de Motociclismo).
Spa-Francorchamps não é seguro para a MotoGP (Foto: Williams/Twitter)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Eles nos contataram no verão passado”, contou Ezpeleta. “Mas o problema principal é a segurança. Para nós, é quase impossível homologar o circuito para a MotoGP”, explicou o diretor.
 
Carmelo, no entanto, na descartou levar o Mundial de Superbike ao traçado belga, mas reforçou que mesma assim será necessário fazer algumas modificações.
 
“Nós discutimos um pouco para a Superbike, eles sugeriram fazer algum trabalho. Mas, com certeza, no momento é ‘não’ para MotoGP e Superbike. Nós precisamos conversar a respeito”, frisou.
 
Spa-Francorchamps recebeu o GP da Bélgica entre 1949 e 1990, mas foi tirado do calendário por ser muito perigoso para as motos de GP. 
 
Ainda, Ezpeleta falou sobre outras praças que podem integrar o calendário e reforçou que existem negociações em curso com Indonésia e Tailândia, dois grandes mercados para a indústria de motos. Além disso, o dirigente explicou que a Finlândia só deve colocar KymiRing na programação em 2019 e não no ano que vem como estava inicialmente previsto.
 
“Nós ainda estamos conversando. O projeto indonésio continua. Eles estão trabalhando”, falou Carmelo. “Nós também estamos conversando com a Tailândia. Buriram é também outro projeto. Nós estamos conversando com os dois”, continuou.
 
“[A Finlândia] provavelmente será em 2019. Eles continuam trabalhando. Nós continuamos nossa relação com eles, sim. Cabe a eles. Se eles terminarem a tempo de ser homologado antes de 18, será em 18. Se não, será em 19”, concluiu.

PADDOCK GP #67 RECEBE OZZ NEGRI E DEBATE TESTES DA F1 EM BARCELONA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube