Otimista por decisão positiva do Tribunal, Rossi diz que busca apenas disputa em igualdade de condições com Lorenzo

Valentino Rossi se disse otimista de que o recurso no Tribunal Arbitral do Esporte será bem-sucedido e que apenas deseja uma disputa em igualdade de condições com Jorge Lorenzo, neste fim de semana, na derradeira e última corrida da temporada 2015 da MotoGP, em Valência

Envolvido no maior incidente da temporada 2015 da MotoGP — o polêmico toque com Marc Márquez no GP da Malásia —, Valentino Rossi desembarca em Valência neste fim de semana para a decisão do título. O italiano é o líder do campeonato e aparece como favorito à taça na briga que trava com o seu companheiro de Yamaha, Jorge Lorenzo, que vem sete pontos atrás na tabela. Apenas os dois têm chances de faturar o campeonato na derradeira prova espanhola. E Rossi espera enfrentar uma disputa em "igualdade de condições" com o adversário. 
 
O multicampeão, na verdade, ainda aguarda a decisão do recurso que fez junto ao Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça, por conta da punição que lhe foi imposta em Sepang, há pouco mais de uma semana. Os comissários da etapa malaia entenderam que o piloto da Yamaha foi o culpado pelo toque e a consequente queda de Márquez, quando ambos disputavam a terceira colocação da prova na sétima volta.
Valentino Rossi lidera a MotoGP com sete pontos de vantagem para Jorge Lorenzo (Foto: Yamaha)
Rossi vai iniciar a corrida decisiva em Valência da última colocação do grid se a pena for mantida. Mas se disse otimista de que a defesa será bem-sucedida e que poderá, então, ter uma corrida "normal".
 
"Vai ser um fim de semana muito intenso e também muito importante", disse Valentino. "Quero apenas pensar no que vai acontecer na pista. Meu objetivo é trabalhar em minhas melhores capacidades com a minha equipe e fazer o máximo em cada sessão para chegar à corrida no domingo com tudo que preciso para correr da melhor maneira possível", completou o piloto.
 
"Ainda estou à espera de ouvir a decisão do Tribunal Arbitral do Esporte, mas espero que possa ter um GP normal e lutar pelo título em igualdade de condições com Jorge", acrescentou Rossi, que se faturar o título vai elevar para oito as conquistas na classe rainha do Mundial de Motovelocidade.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube