Petrucci admite briga por vaga com Miller e Bagnaia, mas minimiza: “Nunca tive ano tranquilo na MotoGP”

Danilo Petrucci afirmou que não é segredo que Jack Miller e Francesco Bagnaia estão de olho no posto de companheiro de Andrea Dovizioso na temporada 2020 da MotoGP. O #9, no entanto, minimizou a situação e ressaltou que nunca teve um ano tranquilo na classe rainha do Mundial de Motovelocidade

A Ducati não esconde que a posição de Danilo Petrucci no time não é das mais seguras. Mas tampouco precisa anunciar o fato aos quatro ventos, já que o próprio italiano reconhece que o interesse da Jack Miller e Francesco Bagnaia na vaga ao lado de Andrea Dovizioso em 2020 “não é segredo”.
 
Na contramão da maioria dos pilotos de fábrica, Petrucci tem contrato apenas de um ano com a casa de Borgo Panigale e, assim, sabe que precisa mostrar serviço ao longo de 2019.
 
Apesar da pressão, Danilo não vê grandes diferenças em sua situação, uma vez que acredita que sempre esteve pressionado na classe rainha do Mundial de Motovelocidade.
Danilo Petrucci tem contrato de apenas um ano com a Ducati (Foto: Ducati)
“Todo ano é importante. O ano passado foi tão importante quanto, o ano anterior foi importante… Nós dizemos todo ano: ‘Este foi a temporada mais impressionante da MotoGP, a temporada mais difícil da MotoGP’. Porque é verdade”, disse Petrucci. “Certamente, um contrato de um ano não me permite relaxar. Mas nunca tive um ano tranquilo desde que entrei na MotoGP”, seguiu.
 
“Me lembro que em 2015, quando me juntei à Pramac, eu passei pela mesma situação e foi como se eu tivesse fechado um ciclo com a moto CRT. Agora, eu fechei o ciclo dos times satélites e quero abrir outro”, comentou. “Então este ano é importante para mim, mas talvez eu tenha mais tempo, porque não existe a pressa do ano passado para fechar contratos, porque os pilotos top já estão ok para esta temporada. Então posso focar na minha performance no começo”, ponderou.
 
Apesar de ter muitos rivais já presos por contrato, Petrucci sabe que a Ducati tem duas opções na manga para 2020: Jack Miller e Francesco Bagnaia.
 
“É claro que Jack e Pecco querem a minha moto. Isso não é segredo. Mas, neste ano, ela é minha e eu quero que seja nos próximos também, em 2020, 2021, 2022…”, comentou, rindo. “Brincadeiras à parte, eles são dois pilotos muito, muito rápidos. Especialmente Jack, de quem eu realmente gostei de ser companheiro no ano passado. Ele é um cara legal. Pecco foi realmente rápido, impressionante, em seus primeiros testes com a MotoGP”, reconheceu.
 
“Mas sei que se fizer meu melhor e melhorar meus resultado na MotoGP todo ano, ou seja, continuar assim ― melhorando meus resultados ― vou chegar ao topo. Espero”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube