Sem mudar muito, Pramac lança moto 2021 e exalta “experiente Zarco e vencedor Martín”

Com dupla totalmente renovada para 2021 com Johann Zarco e Jorge Martín, a equipe satélite da Ducati espera manter o bom momento de 2020

A Pramac foi mais uma que apresentou as motos para a temporada 2021 da MotoGP. Nesta quinta-feira (25), por meio de um evento virtual, a equipe italiana mostrou ao mundo as armas que vai fornecer a Jorge Martín e Johann Zarco para brigar neste campeonato.

No quesito da pintura, as motos apresentam poucas mudanças para 2021. O vermelho segue predominante no chassi, com alguns detalhes em branco e o nome do time pegando toda a lateral da moto.

“Essa é minha segunda temporada com a Ducati, tenho de agradecê-los, pois alcancei um bom nível em 2020. Seria ótimo se em 2021 pudesse ser competitivo e alcançasse pódios ou até mesmo vencer. No ano passado, houve muitos vencedores e isso me faz pensar que esse ano chegou minha vez”, disse Zarco.

Detalhes da moto de 2021 da Pramac (Foto: Pramac)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Tudo na MotoGP é novo para mim, é como começar do zero. Estou feliz em estar aqui com a Pramac e Ducati e mal posso esperar para começar. Realmente quero pilotar a moto. Vencer o estreante do ano é meu primeiro objetivo, apesar de ter bons pilotos. O principal é conseguir bons resultados até o final do ano”, acompanhou Martín.

“Temos um estreante, Martín, que venceu um título na Moto3 e outras tantas corridas na Moto2 e Zarco no pico de sua carreira com muita experiência, então, acredito que atingiu a maturidade certa ao longo dos anos para conseguir bons resultados”, reforçou Francesco Guidotti, chefe da equipe.

A equipe satélite da Ducati tem grande desafio para este ano. Ao deixar 2020 em um bom momento, com seis pódios conquistados por Pecco Bagnaia e Jack Miller, agora precisa aposta nos dois novos pilotos para o próximo passo na classe rainha.

Zarco já teve um ano de adaptação com a casa de Borgo Panigale no campeonato passado. E após um relacionamento para lá de conturbado com a KTM, onde chegou a quebrar o contrato para ter saída prematura, viu na Desmosedici uma moto em que encaixou.

Por mais que a moto da Ducati seja considerada a fera vermelha por seu difícil estilo de pilotagem, o francês viu nela a chance de retornar ao pódio desde 2018 depois de ter largado da pole-position do GP da Tchéquia.

Já do outro lado da garagem, quem vem é Martín. O espanhol não teve dois últimos anos brilhantes na Moto2, mas chega ao seu primeiro ano de MotoGP como campeão da Moto3 em 2018 e com oito pódios e duas vitórias. Resta ver o tempo de adaptação que vai levar em cima da moto.

A Pramac conta com duas novidades para 2021. Enquanto tinha em Jack Miller, agora da Ducati, alguém experiente e que já conhecia o time, tem de apostar na breve experiência de Zarco e no novato Jorge para brigar por mais pódios na temporada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube