Preparando entrada na MotoGP na temporada 2017, KTM anuncia contratação Kallio como piloto de testes

Se preparando para entrar na MotoGP na temporada 2017, a KTM anunciou a contratação de Mika Kallio como piloto de testes. Finlandês defendeu a fábrica austríaca entre 2003 e 2008, vencendo 12 corridas nas 125cc e nas 250cc

A cobertura completa do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
 
 Decidida a entrar na MotoGP na temporada 2017, a KTM segue empenhada no desenvolvimento da RC16. Para avançar no desenvolvimento do protótipo 1000cc, a marca austríaca anunciou nesta quinta-feira (22) a contratação de Mika Kallio como piloto de testes.
 
Assim, o finlandês de 32 anos deixa as corridas para se dedicar ao projeto do time que defendeu entre 2003 e 2008. Com o uniforme laranja, Kallio conquistou um total de 12 vitórias, foi vice-campeão das 125cc em 2005 e 2006 e terceiro colocado nas 250cc em 2008.
Mika Kallio foi vice-campeão da Moto2 em 2014 (Foto: Marc VDS)
“A KTM teve um papel importante na minha carreira. Quando ouvi falar do plano deles para a MotoGP em 2017, percebi que poderia ser a oportunidade perfeita para eu voltar à família laranja”, disse Kallio. “Estou empolgado com a nossa cooperação, uma vez que respeito o know-how e o jeito de trabalhar da KTM”, continuou.
 
“Estou ansioso para usar minha vasta experiência de pilotagem e habilidade analítica para fazer um excelente trabalho como piloto de testes deles”, declarou. “Meu coração está nesse projeto e embora eu vá sentir falta de correr no próximo ano, acredito que os melhores momentos ainda estão por vir”, completou Mika. 
 
 Uma das principais forças da Moto3 na atualidade, a KTM está longe da classe rainha do Mundial de Motovelocidade desde 2005, quando deixou de fornecer motores ao Team Roberts. A marca austríaca, entretanto, segue trabalhando no desenvolvimento de seu protótipo e está, inclusive, construindo um novo centro dedicado ao esporte a motor, que ficará pronto em meados de 2016.
 
Diretor da divisão de esporte a motor da KTM, Pit Beirer destacou que a contratação de pessoal era um tema importante nessa primeira fase do projeto da RC16 e afirmou que a chegada de Kallio permite que o time dê os passos seguintes no desenvolvimento.
 
“Além dos desafios técnicos e de infraestrutura, o tópico do pessoal não era menos importante no primeiro estágio do projeto”, avaliou Beirer. “Ao contratar Mika Kallio, nós agora temos nossa equipe principal para a MotoGP e podemos dar os próximos passos”, seguiu.
 
“De acordo com o nosso planejamento, o motor está rodando em testes desde o início de julho. O próximo passo será a primeira saída com Alex Hofmann, ex-piloto e atual comentarista da MotoGP na Eurosport”, finalizou.
 
Ex-chefe de equipe de Dani Pedrosa, Mike Leitner atua como consultor da KTM e afirmou que a opção por Kallio tem a ver não só com o passado do finlandês com a marca, mas também com a vasta carreira dele.
 
“Nós optamos por Mika Kallio por conta de sua bem sucedida associação com a KTM no passado e, não menos importante, por sua experiência e sucesso em todas as classes”, justificou Leitner. “Não foi só conosco que ele provou sua habilidade como um excelente corredor e piloto de testes. Ele quer, e, acima de tudo, pode levar a si mesmo ao limite, e isso pode ser decisivo no desenvolvimento da RC16 da KTM”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube