Quartararo bate Miller por 0s05 e ponteia primeiro treino em Valência

Na última de suas 24 voltas na manhã desta sexta-feira (15), Fabio Quartararo cravou 1min31s455 para garantir a liderança do primeiro treino em Valência com 0s057 de vantagem para Jack Miller. Mais 0s020 atrás, Marc Márquez fez o terceiro registro

Fabio Quartararo ditou o ritmo no primeiro treino da MotoGP em Valência. O piloto da SIC esteve entre os ponteiros durante toda a manhã desta sexta-feira (15), mas foi só na última de suas 24 voltas que o #20 tomou a ponta da tabela.
 
Com 1min31s455, Quartararo roubou a liderança de Jack Miller já com o cronômetro zerado por só 0s057. Campeão de 2019, Marc Márquez passou quase o tempo todo no topo, mas acabou em terceiro, mais 0s020 atrás.
Fabio Quartararo (Foto: SIC)
Maverick Viñales fez 1min31s595 em sua melhor volta e ficou com o quarto tempo, 0s063 melhor que Franco Morbidelli, o quinto. Joan Mir garantiu o sexto tempo, à frente de Pol Espargaró.
 
Valentino Rossi passou a maior parte da sessão no terceiro posto, mas sofreu uma queda na curva 4 já na parte final da atividade e não conseguiu baixar seu tempo na fase mais rápida da sessão. O #46 acabou em oitavo, seguido por Andrea Dovizioso e Álex Rins.
 
No último GP da carreira, Jorge Lorenzo completou 18 voltas, a melhor delas em 1min32s860, e ficou com o 18º tempo, 1s405 atrás de Quartararo.
 
Debutando na classe rainha na vaga do recém-operado  Miguel Oliveira, Iker Lecuona deu 20 voltas, a melhor em 1min34s563 e acabou em último, 3s1 atrás do líder.

O GP da Comunidade Valenciana de MotoGP está marcado para o domingo, às 10h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o treino livre 1 da MotoGP em Valência:
 
Apesar do céu azul em Cheste, a manhã de sexta-feira era bem fria. Quando a MotoGP entrou na pista, os termômetros mediam 11°C, com o asfalto chegando só a 9°C. A velocidade do vento era de 8 km/h.
 
Com 1min33s563, Franco Morbidelli abriu a sessão no topo da tabela, mas logo cedeu lugar a Marc Márquez, que chegou a 1min32s327 em sua segunda volta. Valentino Rossi se instalou em segundo, 0s397 mais lento que o #93.
 
Ainda nos primeiros minutos da sessão, a Desmosedici de Michele Pirro começou a pegar fogo. O italiano conseguiu levar a moto para a área de escape e saiu correndo da moto, com as chamas sendo apagadas pelos fiscais.
 
Enquanto isso, Márquez foi a 1min31s665, 0s898 melhor que Jack Miller. Morbidelli caiu para terceiro, seguido por Viñales, Petrucci e Rossi.
 
Márquez baixou para 1min31s532 pouco depois e se manteve na ponta, agora com 0s371 de margem para Viñales. Rossi vinha em terceiro, à frente de Morbidelli e Quartararo. Melhor Ducati, Danilo Petrucci era o sexto.
Viñales, então, tratou de baixar sua marca para reduzir para 0s118 a margem em relação a Márquez. Rossi seguia em quarto, à frente de Quartararo e Morbidelli, Agora, Aleix Espargaró é quem tinha o sexto posto.
 
Em meados da sessão, Karel Abraham sofreu uma queda na curva 10, mas escapou de lesões maiores, embora como macacão completamente esfolado.
 
De volta à pista após uma passagem pelos boxes, Viñales foi a 1min31s595 e cortou para 0s063 a margem de Márquez. Rossi seguia em terceiro, à frente de Quartararo e Morbidelli. 0s600 mais lento que o #93, Dovizioso tinha a sexta colocação, escoltado por Rins, Aleix, Petrucci e Miller.
 
A fase intermediária da sessão não viu grandes mudanças na ponta da tabela. Márquez manteve a ponta, segurando o quarteto da Yamaha: Viñales, Rossi, Quartararo e Morbidelli. Dovizioso vinha na sequência, com Rins, Petrucci, Aleix e Miller fechando um top-10 coberto por 0s786.
 
Restando pouco menos de cinco minutos para o fim da sessão, Valentino sofreu uma queda na curva 4, mas não se feriu. O italiano, no entanto, não voltou para a pista.
 
Quartararo, então, foi a 1min31s663 e saltou para o terceiro posto, com Miller também passando Rossi para ficar com o quarto lugar.
Miller seguiu apertando o ritmo usando um pneu macio na traseira da Desmosedici e, com 1min31s512, saltou para a liderança, 0s020 melhor que Márquez. Quartararo também melhorou e agora era o terceiro.
 
Já com a bandeira quadriculada tremulando em Valência, Morbidelli foi a 1min31s658 e assumiu o quinto posto, com Pol Espargaró pulando para sexto na sequência.
 
Na última de suas 24 voltas, Quartararo foi a 1min31s455 e assumiu a ponta, superando Miller por 0s057.

CHESTE WEATHER

!function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=’https://weatherwidget.io/js/widget.min.js’;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,’script’,’weatherwidget-io-js’);

MotoGP 2019, GP da Comunidade Valenciana, Ricardo Tormo, treino livre 1:

1 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:31.455  
2 J MILLER Pramac Ducati 1:31.512 +0.020
3 M MÁRQUEZ Honda 1:31.532 +0.083
4 M VIÑALES Yamaha 1:31.595 +0.146
5 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:31.658 +0.282
6 J MIR Suzuki 1:31.794 +0.405
7 P ESPARGARÓ KTM 1:31.917 +0.464
8 V ROSSI Yamaha 1:31.976 +0.521
9 A DOVIZIOSO Ducati 1:32.132 +0.694
10 A RINS Suzuki 1:32.206 +0.723
11 D PETRUCCI Ducati 1:32.235 +0.732
12 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:32.244 +1.000
13 J ZARCO LCR Honda 1:32.512 +1.026
14 M PIRRO Ducati 1:32.538 +1.215
15 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:32.727 +1.257
16 A IANNONE Aprilia Gresini 1:32.769 +1.340
17 M KALLIO KTM 1:32.852 +1.348
18 J LORENZO Honda 1:32.860 +1.800
19 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:33.312 +1.853
20 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:33.365 +1.910
21 T RABAT Avintia Ducati 1:33.446 +1.991
22 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:34.374 +2.919
23 I LECUONA Tech3 KTM 1:34.563 +3.108
         
REC J LORENZO Yamaha 1:29.401 161.2  km/h
MV F QUARTARARO SIC Yamaha 1:31.455 157.6 km/h

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar