Fernández fica fora do GP de Portugal por queda na classificação. Bagnaia corre

A Tech3 confirmou que, embora o espanhol não tenha nenhuma fratura, a decisão foi de não correr em Portimão neste domingo (24). Mesmo com dores, Francesco Bagnaia vai para a prova

O grid da MotoGP não estará completo no GP de Portugal deste domingo (24). A Tech3 anunciou nesta manhã que Raúl Fernández não vai disputar a corrida em Portimão por conta de dores na mão direita decorrentes de uma queda na classificação de sábado. Francesco Bagnaia, por outro lado, vai alinhar na última colocação da grelha portuguesa.

Raúl caiu no fim do Q1, ao pisar em um trecho molhado do asfalto na curva 5 quando já usava pneus slicks. Nesta manhã, durante uma avaliação, os médicos entenderam que não era seguro correr.

PRÉVIA MOTOGP
▶️ Dados e curiosidades sobre o GP de Portugal

Fernández ficará de fora do Q1 (Foto: KTM)

Rossi visita MotoGP pela primeira vez após aposentadoria em Portimão

“Depois da queda durante o Q1 de ontem, Raúl Fernández foi ao centro médico para mais exames depois de sentir dores na mão direita”, explicou a Tech3 pelo Twitter. “Esta manhã, foi tomada a decisão de não correr no GP de Portugal, apesar de nada estar quebrado. A meta é estar no GP da Espanha”, completou.

Bagnaia, por sua vez, caiu ainda no início do Q1 e sequer marcou tempo. O italiano chegou a ser levado para o hospital para passar por uma tomografia, mas não tem nenhuma fratura. Na revisão desta manhã, os médicos lhe consideraram apto para a disputa.

“Pecco Bagnaia foi declarado apto para correr!”, anunciou a Ducati no Twitter. “Ele teve uma boa noite de sono e, apesar de ainda sentir um pouco de dor, está pronto para se juntar aos demais pilotos na pista no warm-up e na corrida”, completou. O italiano terminou o treino desta manhã em 12º.

Queda de Francesco Bagnaia no Q1 da classificação (Vídeo: La Tele Tuya)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar