Redding vê temporada prejudicada por problemas de confiabilidade, mas afirma: “Saio de cabeça erguida”

Scott Redding avaliou que teve sua temporada prejudicada por problemas de confiabilidade. Britânico abandonou três das seis primeiras provas do ano

 

Scott Redding avaliou que os problemas de confiabilidade que marcaram o início da temporada 2016 impactaram sua performance. O britânico fechou o ano com o 15º posto no Mundial de Pilotos, 224 pontos atrás do campeão Marc Márquez.

 
2016 marcou a estreia de Redding com equipamento Ducati após dois anos com motos Honda na MotoGP. Nas primeiras seis corridas, no entanto, Scott registrou três abandonos, dois deles por falhas mecânicas, incluindo uma falha de motor quando brigava pelo pódio na Argentina, e um problema de pneus em Jerez de la Frontera.
Scott Redding lembrou que confiabilidade afetou temporada (Foto: Pramac)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

“No geral, estou e não estou feliz com a temporada”, resumiu Redding. “As pessoas esquecem o início da temporada, quanta merda aconteceu e as corridas que não terminei”, comentou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“O problema com isso é que você não acumula informações da corrida. O problema que tive [em Valência] podia ter sido solucionado cinco corridas antes”, disse. “Mas como eu estava fazendo cinco ou seis voltas, aí algo acontecia, não tinha essa experiência ou informações”, justificou.
 
Apesar de largado na primeira fila pela primeira vez e subido ao pódio em Assen e depois recebido a bandeirada na quarta colocação em Sachsenring, Scott escolheu o GP da Alemanha como ponto alto da temporada, uma prova em que largou e completou em oitavo.
 
“Red Bull Ring foi uma boa corrida”, avaliou. “Eu estava enrolado com os pneus, mas eu consegui superar e me senti bem. Nas corridas de condições mistas, você não aprende nada da distância total da corrida, porque você está lidando com o molhado e o seco”, seguiu.
 
“A Áustria foi a primeira vez que eu disse: ‘Caras, essa foi uma boa corrida. Nós aprendemos algo com ela’”, lembrou. “Esta foi uma longa temporada. Saio com a cabeça erguida, tenho outra temporada na MotoGP ano que vem, uma moto melhor do que a deste ano. No fim, está tudo bem”, concluiu.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube