MotoGP

Rins cita sentimento indescritível com vitória em Austin e diz que bater ídolo de infância Rossi é “inacreditável”

Álex Rins não continha o grande sorriso após o GP das Américas. Neste domingo (14), se aproveitando da queda de Marc Márquez, o piloto levou a melhor no duelo contra Valentino Rossi e conquistou a primeira vitória “inacreditável” na MotoGP

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O GP das Américas deste domingo (14) vai ficar marcado na MotoGP. Em Austin, além de Marc Márquez cair e sequer ver a bandeira quadriculada, Álex Rins levou a melhor em uma briga com o ‘ídolo de criança’ Valentino Rossi para alcançar sua primeira vitória na classe rainha do Mundial.
 
Todas as fichas estavam apostadas no titular da Honda. Entretanto, quando estava folgado na ponta do pelotão, acabou indo ao chão sozinho, colocando fim a sua invencibilidade nos Estados Unidos. Melhor para os adversários, que aproveitaram a oportunidade.
Álex Rins (Foto: Reprodução)
O #42 da Suzuki, então, após embarcar em uma animada batalha com o italiano da Yamaha, acabou levando a melhor. Após conquistar o primeiro triunfo, Rins não conteve a empolgação. “Estou muito feliz. Não tenho palavras para descrever meu sentimento”, disse.
 
“Primeiro, um muito obrigado para todos esses fãs incríveis que vieram até o Circuito das Américas. Também muito obrigado a Suzuki, todos fizeram um ótimo trabalho, me deram uma ótima moto nos últimos anos”, seguiu.
 
“Dei o meu máximo, meu feeling estava incrível. Para mim, venci Valentino, é inacreditável para mim. Ele era meu ídolo desde quando era muito novo”, encerrou.