Rins faz show solo em Phillip Island e vence pela segunda vez na Moto2. Apagado, Zarco fica em sétimo

Álex Rins não deu muitas chances à concorrência e, exibindo um ritmo superior, disparou na ponta para vencer pela segunda vez na temporada 2015. Sam Lowes e Lorenzo Baldassarri completam o pódio. Campeão antecipado, Johann Zarco foi apenas sétimo

A cobertura completa do GP da Austrália no GRANDE PRÊMIO

Álex Rins confirmou a expectativa por um fim de semana dominante e conquistou sua segunda vitória na temporada 2015 da Moto2. O espanhol recebeu a bandeirada neste domingo (18) em Phillip Island com mais de 6s5 de vantagem para Sam Lowes. Lorenzo Baldassarri completa o pódio.

 
Largando na pole, Rins não teve a melhor das saídas, mas não tardou em assumir a ponta e disparar na ponta para um triunfo tranquilo. Lowes ainda tentou acompanhar o passo do ponteiro, mas precisou se defender de Tom Lüthi e perdeu qualquer chance de buscar o rival da Pons.
Álex Rins escapou do pelotão para vencer pela segunda vez em 2015 (Foto: Pons)
A classificação do Mundial de Moto2 após o GP da Austrália

Inicialmente, Lüthi levou a melhor em relação a Lowes, mas um tombo do suíço promoveu o #22 ao segundo posto, sem ninguém que pudesse incomodar o piloto da Speed Up.

 
Assim que Lüthi caiu, Baldassarri tratou de deixar Jonas Folger para trás para garantir sua vaga no pódio — o primeiro da carreira. Mais tarde, o piloto da Argiñano & Ginés teve problemas com a moto e abandonou, promovendo Takaaki Nakagami ao quarto posto.
 
Xavier Siméon garantiu o quinto posto, à frente de Luis Salom. Mika Kallio garantiu o oitavo lugar, com Álex Márquez e Randy Krummenacher completando o top-10.
 
Voltando após uma ausência de quatro provas por conta de uma fratura na perna, Franco Morbidelli recebeu a bandeirada na 11ª colocação.

Com o triunfo deste domingo e a ausência de Tito Rabat, que voltou para a Espanha para tentar se recuperar da fratura no braço esquerdo sofrida no início do mês, Rins assumiu o vice-campeonato, 104 pontos atrás do já campeão Zarco. O piloto da Marc VDS caiu para terceiro, oito pontos atrás do rival da Pons.
 

Saiba como foi o GP da Austrália de Moto2:

 
O clima de Phillip Island decidiu apoiar o Mundial de Motovelocidade neste domingo. Mesmo conhecido por seu temperamento instável, o tempo colaborou, e os pilotos alinharam no grid com os termômetros marcando 16°C e a pista chegando aos 39°C. Os ventos sopravam a uma velocidade de 13 km/h.
 
Ainda lutando com Tito Rabat pelo vice-campeonato de 2015, Álex Rins conquistou a pole, a terceira do ano. O piloto da Pons, porém, não terá a companhia do adversário da Marc VDS na pista, já que o #1 se retirou da etapa de Phillip Island e decidiu voltar para a Europa para dar sequência ao processo de recuperação do braço esquerdo, fraturado no início do mês.
 
Confirmado na MotoGP em 2016, Tito tem um importante teste logo na sequência da etapa de Valência e qualquer nova lesão poderia estender o processo de recuperação por meses. A decisão de deixar Phillip Island veio depois de um tombo, que deslocou fragmentos de osso do braço de Tito. 
Para a prova deste fim de semana, os pilotos optaram pelos compostos médios na dianteira e macios atrás.
 
Quando as luzes se apagaram na reta de Phillip Island, Sam Lowes tomou a ponta, mas logo perdeu a frente de Axel Pons. Álex Rins caiu para terceiro, com Mika Kallio pulando para o quarto posto, à frente de Tom Lüthi, Takaaki Nakagami e Johann Zarco.
 
Na entrada da reta, Lowes passou Pons e pegou a ponta, mas Rins mergulhou primeiro na Doohan e assumiu o comando da disputa. Lüthi agora era o quarto, à frente de Kallio e Zarco.
Sam Lowes ficou com o segundo posto em Phillip Island (Foto: Speed Up)
Desfilando um ritmo excelente ao longo de todo o fim de semana, Rins e Lowes logo se destacaram do pelotão, abrindo 0s7 de margem para Lüthi, que passou Pons pelo terceiro posto.
 
Alguns metros adiante, Lowes passou Rins e assumiu a liderança, mas levou o troco metros mais tarde. Enquanto isso, Lüthi vinha colando nos ponteiros.
 
Axel Pons e Robin Mulhauser foram punidos com um ride through por terem queimado a largada em Phillip Island.
 
Rodando um pouquinho mais rápido que o rival da Speed Up, Rins chegou a abrir 0s3 de vantagem na liderança. Lüthi, por sua vez, começava a pressionar Lowes. Kallio era o quarto, à frente de Folger e Zarco.
 
Na abertura da quinta volta, Lüthi usou o vácuo para passar Lowes no fim da reta Gardner e assumir o segundo posto. Neste ponto, o atraso para Rins já era de 0s535. Folger vinha na sequência, já um pouco afastado de Kallio.
 
Segundo, Lüthi chegou a ensaiar uma aproximação com Rins, mas o piloto da Pons se manteve firme na frente, ampliando mais a margem. Lowes, por outro lado, não deixava Tom escapar e seguia pressionando pelo segundo posto. Quarto colocado, Folger já tinha 2s4 de atraso para o piloto da frente.
 
Na sétima volta, Lowes apertou o passo e ultrapassou Lüthi, retomando a segunda colocação no hairpin Honda. Na sequência, Tom repetiu o truque anterior e passou Sam por dentro na Doohan.
 
Líder, Rins seguia em sua balada, escapando mais e mais dos rivais, tirando proveito máximo da briga que acontecia atrás.
 
Um pouco mais atrás, Zarco subiu para a quinta colocação, à frente de Lorenzo Baldassarri e Kallio. Logo depois, o piloto da Forward passou o campeão de 2015 e assumiu o quinto lugar.
 
Embora os pilotos tivessem manifestado uma preocupação com o desgaste dos pneus, Rins seguia em um ritmo fortíssimo, virando em 1min32s880 — único a baixar de 1min33s. Com dez voltas, o #40 já tinha 1s854 de vantagem para Lüthi, que seguia pressionado por Lowes.
 
Assim como Rins ia fugindo na ponta, Lüthi conseguiu se livrar de Lowes, abrindo 0s657 de margem para o gêmeo de Alex na 13ª volta.
 
Mais atrás, Sandro Cortese assumiu o sexto posto, à frente de Zarco, Xavier Siméon, Mika Kallio e Nakagami. 
 
No giro seguinte, Cortese caiu na curva 4 e abandonou. Siméon, por sua vez, usou o mesmo hairpin Honda para passar Zarco e se instalar em sexto.
 
Na frente, Rins fez uma volta em um ritmo muito abaixo do que vinha mostrando até então, mas logo se recuperou e voltou a aumentar sua diferença para Lüthi. Terceiro, Lowes tinha 0s536 de atraso para Tom e vinha tentando chegar, mas sem muito sucesso.
 
Com nove voltas para o fim, Lüthi passou reto na MG e caiu, entregando o segundo posto para Lowes. Baldassarri logo deixou Folger para trás e subiu para terceiro.
 
Lüthi voltou para a pista em 17º, completamente fora da briga pelo pódio. Assim, Rins passou a exibir 3s331 de vantagem para Lowes, o segundo colocado, que tinha 5s453 de vantagem em relação a Baldassarri.

Campeão antecipado, Zarco vinha longe de suas melhores atuações. Na 19ª volta, o francês aparecia em oitavo, atrás de Luis Salom. Kallio era o nono, com Márquez em décimo.
 
Dois giros mais tarde, Folger viu seu pneu traseiro murchar na saída da Southern Loop e abandonou a disputa, recolhendo para os boxes da Argiñano & Ginés. Assim, Nakagami foi promovido ao quarto posto, à frente de Siméon, Salom, Zarco, Kallio, Krummenacher e Márquez.

Moto2, Austrália, Phillip Island, Corrida:

 
1 40 ÁLEX RINS ESP PONS Kalex 39:00.084 25 voltas  
2 22 SAM LOWES ING SPEED UP +6.633    
3 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex +10.408    
4 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex +15.536    
5 19 XAVIER SIMÉON BEL GRESINI Kalex +16.205    
6 39 LUIS SALOM ESP PONS Kalex +17.241    
7 5 JOHANN ZARCO FRA AJO Kalex +20.456    
8 36 MIKA KALLIO FIN QMMF Speed Up +21.883    
9 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex +24.473    
10 4 RANDY KRUMMENACHER SUI JIR KALEX +24.559    
11 21 FRANCO MORBIDELLI ITA ITALTRANS Kalex +35.103    
12 23 MARCEL SCHROTTER ALE TECH3 Mistral 610 +36.583    
13 3 SIMONE CORSI ITA FORWARD Kalex +36.588    
14 88 RICKY CARDÚS ESP JPMOTO MALAYSIA Suter +36.642    
15 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex +38.115    
16 55 HAFIZH SYAHRIN MAS RACELINE Kalex +47.215    
17 2 JESKO RAFFIN SUI SAG Kalex +47.254    
18 60 JULIÁN SIMÓN ESP QMMF Speed Up +47.305    
19 97 XAVIER VIERGE ESP TECH3 Mistral 610 +47.382    
20 16 JOSH HOOK AUS INTERWETTEN Kalex +47.963    
21 25 AZLAN SHAH MAS TEAM TADY Kalex +55.273    
22 57 EDGAR PONS JAP ITALTRANS Kalex +58.441    
23 96 LOUIS ROSSI FRA TASCA Tech3 +59.229    
24 49 AXEL PONS ESP ARGIÑANO & GINÉS Kalex +1:00.321    
25 10 THITIPONG WAROKORN TAI SAG Kalex +1:26.478    
  94 JONAS FOLGER ALE ARGIÑANO & GINÉS Kalex NC    
  11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Kalex NC    
  70 ROBIN MULHAUSER SUI INTERWETTEN Kalex NC    
  66 FLORIAN ALT ALE IODA Suter NC    
  1 ESTEVE RABAT ESP MARC VDS Kalex      
               
POLE ÁLEX RINS ESP PONS Kalex 1:32.523 173 km/h  
VOLTA MAIS RÁPIDA ÁLEX RINS ESP PONS Kalex 1:32.880 172.4 km/h  
RECORDE Alex DE ANGELIS RSM SPEED UP 1:32.814 172.5 km/h  
MELHOR VOLTA ESTEVE RABAT FRA MARC VDS Kalex 1:32.470 173.1 km/h  
               
    Condições do tempo   PISTA SECA   ar: 15ºC | pista: 42ºC  
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube