Rossi admite decepção por ficar fora de pódio em Silverstone: “Esperava poder brigar”

Valentino Rossi esperava sair da Inglaterra com algo melhor do que um quarto lugar. Pensando no ritmo que tinha durante os treinos livres, lamentou não conseguir seguir o ritmo da Honda e Suzuki e ficar de fora do pódio

Valentino Rossi esperava sair com um resultado melhor no GP da Grã-Bretanha. Largando da primeira fila, cruzou a linha de chegada em quarto, o que lamentou, já que gostaria de poder brigar pelas posições do pódio.
 
O italiano vinha seguindo a Yamaha com grande desempenho durante o final de semana. Entretanto, no dia da prova, viu a fábrica japonesa ‘dar para trás’, não conseguindo acompanhar o ritmo da Honda e Suzuki.
 
Pensando nos treinos livres, o #46 acabou lamentando com o que conquistou em Silverstone. “Estou um pouco decepcionado porque esperava brigar pelo pódio, mas a aderência caiu um pouco em relação aos treinos”, comentou.
Valentino Rossi (Foto: Yamaha)

“E não pude brigar com Maverick [Viñales]. Esperava que [Marc] Márquez estivesse adiante, mas meu ritmo nos treinos livres era parecido com o de [Álex] Rins e, sobretudo de Viñales”, completou.
 

Rossi ainda explicou que encarou problemas durante a disputa. “Esperava poder brigar com os pilotos da frente, ser mais competitivo. Mas tive problemas com o pneu traseiro e tive que desacelerar. Me parece que é um problema nosso, porque Maverick não desgasta tanto os pneus”, falou.
 
Por fim, o titular da Yamaha ainda disse que não havia entendido o resultado da corrida quando estava na pista. “Vi que Márquez estava na frente quando faltavam poucas curvas e no final era Rins quem comemorado. Pensei ‘como que fez isso?’”, encerrou. 
 

Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube