Rossi condiciona renovação a resultados: “Precisamos ser mais fortes que em 2019”

Valentino Rossi pode renovar o contrato para além de 2020, mas só se conseguir resultados melhores com a Yamaha que os de 2019

Valentino Rossi está prestes a entrar no último ano do atual contrato com a Yamaha, mas já precisa pensar se vai renovar ou não. Aos 40 anos, o italiano quer ver em 2020 se deve seguir, garantindo que os resultados vão apontar para uma renovação do acordo ou uma saída do time. E o multicampeão deixa claro que precisa de mais do que teve em 2019.
 
Rossi explicou que a decisão precisa ser tomada durante o campeonato, mas garantiu que só vai optar pela renovação se conseguir andar no grupo da frente com mais frequência que em 2019.
Valentino Rossi só vai renovar se melhorar(Foto: Divulgação/MotoGP)

"Ano que vem será crucial. Ao final de 2020, meu contrato se encerra, então, infelizmente, preciso decidir em breve se seguirei ou não. Mas, logicamente, a decisão vai depender muito dos resultados. Mudamos coisas na equipe, inclusive na chefia, então vamos ver se conseguiremos ser mais competitivos, mais rápidos. Para renovar, precisaremos ser mais fortes que fomos neste ano. Se a gente não for, melhor não renovar", disse.

 
Para Valentino, Jorge Lorenzo como piloto de testes seria uma ótima ideia para a Yamaha, mas precisaria ser em uma realidade salarial do time.
 
"Se ele voltasse para a M1, andaria bem. O problema é que ele quer muito dinheiro e, para a Yamaha, vai ser meio difícil. Adoraria ter o Lorenzo como piloto de testes porque ele é muito rápido, poderia ajudar muito", completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube