Rossi decide recorrer da punição pelo incidente com Márquez na Malásia e apela ao Tribunal Arbitral do Esporte

Para tentar reduzir a punição que recebeu pelo incidente com Marc Márquez no GP da Malásia, Valentino Rossi decidiu entrar com recurso junto ao Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça, nesta sexta-feira

Valentino Rossi decidiu recorrer de sua punição no GP da Malásia junto ao Tribunal Arbitral do Esporte, a instância máxima para apelação. A intenção do italiano é tentar a anulação ou mesmo uma redução da sanção imposta pelos comissários da prova em Sepang. 
 
Nesta sexta-feira (30), se encerrava o prazo máximo para o recurso junto ao órgão que tem base em Lausanne, na Suíça. Pelas regras, o atleta tem até cinco dias para entrar com pedido de revisão de punição.
Disputa na Malásia (Foto:Yamaha)
O piloto da Yamaha foi considerado culpado no incidente com Marc Márquez na sétima volta da corrida malaia, realizada no último fim de semana. Os dois vinham disputando severamente a terceira posição, quando um toque entre ambos acabou derrubando o espanhol da Honda. 
 
A direção de prova reuniu os dois competidores e entendeu que Valentino causou a queda ao tentar empurrar o adversário para fora da pista. Por conta disso, o multicampeão ganhou três pontos em sua carteira que, somados ao ponto anterior que já tinha, acabou por ter de aceitar a punição de largar do fundo do grid na prova em Valência, a decisiva do campeonato.
 
Ainda na Malásia, a Yamaha tentou um recurso, mas foi rejeitado pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM). Aliás, a entidade que rege o esporte publicou nesta quinta-feira um comunicado em que repudiou o episódio, dizendo que os dois pilotos, dos mais populares do motociclismo mundial, envenenaram a MotoGP.

A FIM ainda reconheceu nesta manhã o recurso imposto pelo italiano de 36 anos. Inicialmente, a MotoGP havia informado que, por conta da apelação, a punição de Rossi havia sido suspensa, mas agora a categoria voltou atrás, em acordo com o comunicado do Tribunal, que não fala em suspensão da pena por enquanto. 

TAS emite nota em que aponta apelação de Valentino Rossi contra punição (Foto: Reprodução)

"Com base no artigo 3.4.2, parágrafo 3 do Estatuto da FIM, Valentino Rossi entrou com recurso contra a decisão tomada pela direção de prova do GP da Malásia, disputado em Sepang, penúltima etapa da MotoGP, e confirmada pelos comissários esportivos, que impuseram três pontos de punição a Rossi após o incidente na curva 14", disse a nota da entidade.

"Ao apelar ao Tribunal Arbitral do Esporte, Rossi pede a anulação ou a redução da pena. Ele solicita ainda a suspensão da execução da decisão em conformidade com o artigo R37 do Código Esportivo que trata da Arbitragem", finalizou.

Ainda no documento, a entidade afirma que não vai tecer comentários adicionais sobre o caso. Rossi lidera a MotoGP com sete pontos de vantagem para colega de equipe, Jorge Lorenzo. Márquez não está na disputa do título em 2015.

O julgamento é esperado para 6 de novembro, justamente na sexta-feira, dia dos primeiros treinos livres para o GP da Comunidade Valenciana.
 

determinarTipoPlayer(“15655524”, “2”, “0”);

 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

A molecada que nunca viu Senna capotar na Peraltada — e que também não vai ver o que era a Peraltada…

Posted by Grande Prêmio on Quarta, 28 de outubro de 2015

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube