Rossi se aproxima de acordo de um ano com SIC com opção para 2022

De acordo com o site italiano ‘GPOne’, Valentino Rossi está perto de assegurar sua permanência na MotoGP em 2021 com a SIC. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o #46 admitiu definir o futuro na MotoGP antes mesmo de entrar na pista

2020 não deve mesmo ser o último ano de Valentino Rossi na MotoGP. De acordo com o site italiano ‘GPOne’, o piloto de Tavullia está perto de fechar um contrato de um ano com a SIC, com a opção de renovar por mais um.
 
Valentino Rossi deve dividir os boxes da SIC com Franco Morbidelli (Foto: Yamaha)
Paddockast #60
OS PIORES PILOTOS DA HISTÓRIA DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Inicialmente, o plano de Rossi era avaliar a performance nas primeiras corridas de 2020, mas o italiano foi forçado a mudar os planos. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o início do campeonato foi adiado. Até aqui, as corridas de Catar, Alemanha, Holanda e Finlândia foram canceladas, enquanto as provas de Tailândia, Austin, Argentina, Espanha, França, Catalunha e Itália foram adiadas. Atualmente, o plano da Dorna, promotora do Mundial, é começar a temporada em Jerez no dia 19 de julho. 
 
 
“Estou numa situação difícil, porque, como eu disse, a minha primeira opção é tentar continuar. Tenho motivação o bastante e quero continuar. Mas é muito importante entender o nível da competição, pois, especialmente na segunda parte do ano passado, nós sofremos muito, fui lento muitas vezes e tive de lutar fora do top-5”, disse Rossi. “Na minha cabeça, tinha mais um ano com o time de fábrica e precisava de tempo para decidir. Preciso de cinco ou seis corridas, com um novo mecânico-chefe, e algumas modificações no time, para entender se posso ser forte”, ponderou.
 
“O problema é que não tem corrida. Com o vírus, não podemos correr. Então tenho de decidir antes de correr, porque a situação mais otimista é que possamos correr na segunda metade da temporada, então por volta de agosto ou setembro, esperamos, se tudo estiver bem”, comentou. “Mas tenho de tomar minha decisão antes. Mas, de qualquer forma, eu quero continuar, mas tenho de tomar essa decisão sem nenhuma corrida”, afirmou.
 
Dias depois, Razlan Razali, o chefe da SIC, admitiu que a negociação com Rossi tinha iniciado. O time malaio, que estreou na MotoGP apenas no ano passado, foi um dos destaques de 2019 com Fabio Quartararo e Franco Morbidelli.
 
"Já sabemos a proposta da Yamaha. Agora temos que sentar com todas as partes e lidar com detalhes. Nada foi fechado ainda. Até aqui analisamos problemas técnicos. Não podemos esquecer que Valentino precisa ser compatível com nossos patrocinadores. Temos que equilibrar o custo de tê-lo por uma temporada com o que podemos conseguir em retorno, seja em desempenho na pista ou em resultados", comentou o dirigente ao 'Motorsport'.
 
"Está claro que tal mudança iria nos beneficiar em termos de exposição, e que ter Valentino é de grande valor. No momento tudo parece bom, mas temos que analisar os detalhes", seguiu.
 
Um dos pontos em questão é a equipe de Rossi. O #46 é acompanhado por Alex Briggs e Bernard Ansiau desde que defendeu a Honda. Matteo Flamigni e Brent Stephens estão com o italiano desde 2004, na primeira passagem pela Yamaha. Mark Elder, por sua vez, é o integrante mais novo time. O norte-americano trabalhou com Valentino durante os anos na Ducati e, depois, foi contratato pela Yamaha no fim de 2016 para assumir o posto de Gary Coleman, que se aposentou após 20 anos de MotoGP.
 
De acordo com o ‘GPOne’, essa não é uma questão de difícil resolução, já que Quartararo poderia ir para o time principal com sua atual equipe técnica. 
 
Ainda de acordo com a publicação italiana, que afirma que o contrato deve ser assinado nas próximas semanas, Franco Morbidelli vai seguir no time para formar par com o amigo. 
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube