Rossi vê “desrespeito” de Lorenzo em fala sobre azar e dispara: “Também poderia arranjar desculpas quando perco”

Valentino Rossi não gostou nada do fato de Jorge Lorenzo ter creditado seus 18 pontos de atraso na classificação da MotoGP ao azar. Italiano afirmou que fala do espanhol é desrespeitosa e garantiu que também poderia arranjar desculpas para cada vez que é derrotado

A cobertura completa do GP da Austrália no GRANDE PRÊMIO

A disputa pelo título da MotoGP alterou o clima amistoso na Yamaha. O armistício implantado desde o retorno de Valentino Rossi à casa de Iwata não resistiu à competitividade do multicampeão e a atmosfera do time sofreu uma certa alteração durante o fim de semana no Japão.
 
Depois de largar na ponta e dominar a maior parte da disputa em Motegi, Jorge Lorenzo não resistiu aos ataques de Dani Pedrosa e Rossi e acabou em terceiro. Logo após o pódio, o espanhol afirmou que teria vencido mais provas se não tivesse tido azar.
Valentino Rossi não gostou das declarações de Jorge Lorenzo pós-GP do Japão (Foto: AP)
A classificação do Mundial de MotoGP após o GP do Japão

“No Catar, eu tive problema com o capacete e, em algumas outras corridas, eu era o mais rápido no seco e choveu, então eu não pude tirar proveito da minha velocidade para somar 25 pontos em duas, três ou quatro corridas”, lembrou. “Hoje, eu era o mais rápido no seco e no molhado, mas como secou depois de um início molhado, não pude vencer uma corrida que acredito que poderia ter vencido”, ponderou.

 
“Então, sim, acho que especialmente nesse momento do campeonato, mas, em geral, eu sou o mais rápido neste ano, por causa da moto, da minha velocidade, da minha concentração. Mas essa é a circunstância nesse momento e talvez mude para as próximas etapas”, declarou.
 
 Falando a imprensa italiana após o pódio em Motegi, Rossi se mostrou contrariado com as declarações do companheiro de equipe. 
 
“Me parece desrespeitoso no meio do confronto culpar a sorte”, disse Rossi. “Eu também poderia encontrar desculpas cada vez que chego atrás. Pelo menos umas 20 a cada vez”, continuou. 
 
Questionado sobre o motivo de não ter terminado a corrida com o pneu destruído, Rossi optou pela ironia: “Poderia dizer que fui mais inteligente, mas digamos que tive muita sorte”.

#GALERIA(5476)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube