Sem dar detalhes, MotoGP diz que GP da Indonésia vai acontecer em circuito “permanente–não permanente”

Diretor-executivo da Dorna, Carmelo Ezpeleta explicou que o GP da Indonésia vai acontecer em um circuito “permanente – não permanente”. Dirigente prometeu apresentar projeto pronto do traçado de Lombok até 2021

O GP da Indonésia ainda guarda seus mistérios. Na última semana, a Dorna anunciou um acordo para levar a MotoGP e o Mundial de Superbike à ilha de Lombok em 2021, mas não deu maiores detalhes sobre o projeto.
 
Nesta quarta-feira (27), durante um evento da agência espanhola Europa Press, Ezpeleta negou os rumores de uma corrida urbana e afirmou que o GP da Indonésia será realizado em um circuito “permanente – não permanente”.
A ida para a Indonésia é um desejo antigo da MotoGP, que, inclusive, já tinha feito outros anúncios referentes a prova antes. De acordo com Carmelo, porém, “os projetos propostos não funcionaram, um deles por problemas de segurança no circuito de Sentul”.
 
“Finalmente, no fim de 2017, entramos em contato com uma companhia estatal encarregada do fomento ao turismo em Bali e que queria fazer na ilha de Lombok uma série de hotéis na beira da praia. E eles acharam que, com o impacto que a MotoGP tem, seria interessante ter uma corrida, mas lhes preocupava ter um circuito permanente e, por isso, será um circuito permanente – não permanente”, contou.
 
“O paddock será coberto para fazer as corridas e, no dia seguinte, depois das corridas, os turistas poderão passear por ali. Vamos apresentar o projeto pronto para 2021”, garantiu.

#GALERIA(9670)
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube