García passeia na França e comanda 1-2 da MSi na Moto2. López completa pódio

Sergio García assumiu a liderança do GP da França logo na largada e não saiu mais até a bandeirada final. O espanhol dominou em Le Mans e ainda viu o companheiro Ai Ogura terminar em segundo após ótima prova de recuperação

Sergio García deu um passeio dominical em Le Mans. O espanhol assumiu a liderança ainda na largada do GP da França, sumiu na liderança e ninguém foi capaz de chegar perto do piloto da moto #3, que venceu pela segunda vez na temporada, dessa vez com 3s de vantagem.

A festa da equipe MSi ficou completa com Ai Ogura. Em boa prova de recuperação, o japonês foi implacável nas voltas finais, com manobras certeiras, e terminou na segunda posição após superar Alonso López no último giro em Le Mans.

Joe Roberts ficou na quarta colocação, seguido por Somkiat Chantra. Voltando de lesão, após uma cirurgia no tornozelo, o pole Arón Canet foi perdendo rendimento durante a corrida e terminou apenas na sexta posição.

Fermín Aldeguer decepcionou novamente, inclusive com erros na prova, e acabou na sétima colocação. Tony Arbolino, Albert Arenas e Izán Guevara completaram o top-10 em Le Mans.

Sergio García liderou o GP da França desde a largada (Foto: AFP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

O domingo não foi dos mais fáceis para Diogo Moreira. Largando em 21º, o brasileiro fez pouco avanço nas primeiras voltas e ocupava o 18º lugar quando precisou abandonar por problemas na moto.

García ainda assumiu a liderança do campeonato, com 89 pontos. Roberts caiu para segundo, com 82, e Aldeguer aparece em terceiro, com 63 — empatado com Ogura. Com 2 pontos, Moreira é apenas o 23º no certame.

Moto2 volta a acelerar entre os dias 24 e 26 de maio, para o GP da Catalunha, em Barcelona, com a 6ª etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Confira como foi o GP da França da Moto2:

O dia começou nublado em Le Mans, com forte ameaça de chuva, e temperaturas de 21ºC no ar e 27ºC na pista. Os ventos eram de 2 km/h e a umidade relativa de 68%. Um cenário imprevisível para pilotos e equipes, com nuvens cada vez mais carregadas antes da partida.

Na largada, Sergio García partiu bem e assumiu a liderança antes de chegar na primeira curva, seguido por Joe Roberts e Manuel González.

A primeira volta, porém, não foi das melhores para Arón Canet. Além de largar mal, o espanhol errou na curva 3 e passou reto, caindo para a décima colocação.

A largada ruim de Aron Canet em Le Mans (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

No início da segunda volta, Fermín Aldeguer tentou superar Senna Agius na briga pelo sétimo lugar, mas espalhou e despencou para 11.

Na frente, García abria boa vantagem e tinha 0s7 de diferença para Roberts. O americano se desdobrava para segurar os ataques de Alonso López e Manuel González.

A primeira vítima do dia foi Barry Baltus após perder o controle na entrada da reta e cair. Instantes depois, Daniel Muñoz também foi ao solo e abandonou em Le Mans.

Na liderança, García seguia tranquilo e passou a abrir 0s9 para o segundo colocado. Roberts, porém, não conseguia responder enquanto se defendia. Mais atrás, Canet já subia para a quinta colocação em boa prova de recuperação.

A batalha frenética entre Roberts, Alonso e Canet pela segunda posição na França (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

Com todas as brigas pela segunda posição, García ficou ainda mais aliviado na liderança e abriu 1s5 de vantagem para Canet. O espanhol também ficou 0s6 à frente de Roberts, criando uma boa separação entre três grupos distintos.

Lá atrás, o brasileiro Diogo Moreira tenta uma prova de recuperação, mas aparecia apenas na 18ª posição.

López aproveitou uma brecha na última curva do circuito e superou Roberts, subindo para a terceira posição.

Alonso López superou Joe Roberts e entrou em posição de pódio (Vídeo: MotoGP)

A 12ª volta marcou o abandono para Moreira. Com problemas na moto, o brasileiro entrou nos boxes e deixou a disputa em Le Mans.

No meio da prova, começaram brigas frenéticas por posições importantes. Ai Ogura superou Somkiat Chantra e subiu para o quinto lugar, abrindo caçada contra Roberts. Ao mesmo tempo, Aldeguer passou Albert Arenas e foi para o sétimo posto.

Zonta van den Goorbergh foi punido com uma volta longa por ter cortado caminho na curva 4. No momento, o neerlandês era o 25º.

Na frente, García abria 1s8 de vantagem para Canet, que tinha 1s1 para López. Mais atrás, Roberts passava a ser atacado por Ogura, Chantra e Aldeguer.

Durante a corrida, o céu começou a abrir em Le Mans e o sol foi aparecendo aos poucos, deixando a pista um pouco mais quente.

Ogura não quis perder mais tempo e mergulhou na curva final do circuito, superando Roberts a quatro voltas do fim. Enquanto isso, López encostou em Canet na briga pela segunda posição.

Alonso López forçou a barra e superou Manuel González (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

Canet seguiu em ritmo forte e fez a melhor volta da prova. Ao mesmo tempo, jogou por dentro na curva final do circuito e superou González, subindo para o quarto lugar.

No fim da sexta volta, mais uma queda. González perdeu o controle na última curva, escorregou e saiu da disputa.

Instantes depois, Canet pegou o vácuo de Roberts, colocou por dentro na curva 4 e foi para a segunda posição, deixando o americano para lutar com López.

A três voltas para o fim, López colou de vez em Canet, que sentia dores no tornozelo após a cirurgia da semana passada. Alonso colocou por dentro na curva 9 e passou com facilidade, assumindo a segunda posição, mas 3s3 atrás de García.

No início da penúltima volta, López errou, Canet foi no embalo e um grande pelotão se forçou pela briga pelo pódio. Ogura se aproveitou e, no último giro, passou Canet para assumir o terceiro lugar no fim da reta.

Na curva 8, ainda teve tempo para Canet errar e retornar apenas em oitavo. Ao mesmo tempo, Ogura superou López e foi para segundo. No fim, ninguém foi capaz de chegar perto de García, o vencedor.

Ainda houve tempo para Roberts tentar passar López por fora, mas sem sucesso, ficando apenas 0s060 fora do pódio.

Moto2 2024, GP da França, Le Mans, Corrida:

1S GARCÍAMSi Kalex35:20.70922 voltas
2A OGURAMSi Kalex+3.174 
3A LÓPEZSpeedUp Boscoscuro+3.704 
4J ROBERTSAmerican Racing Kalex+3.764 
5S CHANTRAHonda Team Asia Kalex+3.935 
6A CANETFantic Kalex+4.511 
7F ALDEGUERSpeedUp Boscoscuro+4.811 
8T ARBOLINOMarc VDS Kalex+6.811 
9A ARENASGresini Kalex+8.831 
10I GUEVARACFMOTO Aspar Kalex+14.215 
11J ALCOBAYamaha VR46 Kalex+17.795 
12F SALACMarc VDS Kalex+18.044 
13S AGIUSHusqvarna Intact GP+18.191 
14D BINDERHusqvarna Intact GP+18.394 
15M RAMÍREZAmerican Racing Kalex+19.686 
16J MASIÀPertamina GAS UP Kalex+21.460 
17J DIXONCFMOTO Aspar Kalex+26.939 
18D ÖNCÜRed Bull KTM Ajo Kalex+30.633 
19D FOGGIAItaltrans Kalex+30.804 
20J NAVARROForward Factory Team+37.741 
21X CARDELUSFantic Kalex+37.994 
22A SASAKIYamaha VR46 Kalex+38.968 
23D MUÑOZPertamina GAS UP Kalex+1 volta 
24M GONZÁLEZGresini Kalex+2 voltas 
25Z VD GOORBERGHRW-Idrofoglia Kalex+2 voltas 
26D MOREIRAItaltrans KalexNC 
27X ARTIGASForward Factory TeamNC 
28B BALTUSRW-Idrofoglia KalexNC 
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.