MotoGP

Silverstone investe “valor de 7 dígitos” em novo asfalto para seguir no calendário da MotoGP

O circuito de Silverstone está empenhado em se manter no calendário da MotoGP por muito tempo. Com a incerteza da continuidade da Fórmula 1, os responsáveis pelo autódromo fizeram grande investimento em novo asfalto para seguir com o Mundial de Motovelocidade

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O circuito de Silverstone está determinado em seguir como palco da MotoGP por muito tempo. Com a incerteza da continuidade da Fórmula 1, os administradores têm investido em renovações para deixar o traçado bom para o Mundial.
 
Este ano marca a última passagem da principal categoria do automobilismo mundial na pista inglesa sob o atual contrato. Enquanto isso, a categoria de Carmelo Ezpeleta estendeu o acordo para até 2021.
 
A renovação veio após os proprietários do autódromo se comprometerem a realizar um novo reparo do asfalto. Em 2018, as corridas do Mundial de Motovelocidade foram canceladas por conta da forte chuva que atingiu a pista, com a preocupação da drenagem tomando conta do paddock.
O circuito de Silverstone pretende seguir com a MotoGP (Foto: Reprodução)
“Vamos terminar com um traçado que mantem todas as ótimas características tradicionais de Silverstone – rápida, de alta velocidade, fluída, boas ultrapassagens, e excelente desenho – mas com muito mais drenagem, bom asfalto, aderência fantástica e muito suave, sem ondulações”, disse Stuart Pringle, diretor de pista, ao ‘Autosport’.
 
“E tendo em mente que a inclinação dos proprietários é para os carros, não motos, esse é um grande investimento, um valor de sete dígitos a mais do que pagamos no trabalho anterior. Ainda somos um negócio que está se recuperando de uma situação financeira difícil. Sem certeza da continuidade da F1, fizemos isso para manter a MotoGP”, seguiu.
 
Pringle ainda explicou que Silverstone, que pretende ser uma parte consolidada do calendário da MotoGP, teve uma abordagem diferente para recapear o circuito, contratando a Tarmac para cuidar do trabalho, mas delegando a coordenação do projeto ao especialista Jarno Zaffelli e sua companhia Dromo.
 
Zaffelli desenvolveu uma especificação de asfalto para Silverstone, e Stuart disse estar convencido de que isso vai ajudar a questão dos solavancos na zona de frenagem, normalmente bastante sentidos pelos pilotos. Aina, Pringle está “completamente confiante” que a nova cobertura vai evitar que o episódio de 2018 se repita.
 

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.