Substituto de Lorenzo, Bautista vê ironia e diz que chance na Ducati “vem na pior pista possível”

Álvaro Bautista afirmou que achou irônico o momento que recebeu a chance de pilotar pela Ducati, já que não vai estar no grid da MotoGP em 2019. Substituindo Jorge Lorenzo na Austrália, ainda disse que essa é a pior pista para comandar a Desmosedici

Álvaro Bautista não deixou de comentar como é irônica a chance que recebeu da Ducati. Substituindo Jorge Lorenzo na Austrália, o piloto ressaltou o fato de que no ano que vem não vai mais estar envolvido com a equipe de Borgo Panigale na MotoGP.
 
O espanhol está no Mundial de Motovelocidade desde 2002, na classe rainha desde 2010. Após pilotar motos da Suzuki, Honda e Aprilia, assinou com a Aspar Ducati no ano passado, e nesta temporada aparece na 13ª colocação da classificação, com 72 pontos.
 
Entretanto, o piloto não vai mais integrar o grid da categoria a partir do próximo campeonato. Perdendo a vaga da SIC Yamaha para Fabio Quartararo, vai seguir envolvido com a marca italiana, mas agora correndo no Mundial de Superbike.
Álvaro Bautista (Foto: Divulgação/MotoGP)

Por isso, comentou sobre o momento de ter recebido a chance. “É irônico que hoje sou um piloto oficial da Ducati e em 2019 não estarei lá. Mas independente do que eu fizer não vai mudar nada sobre ano que vem”, frisou.
 

Bautista ainda vai fazer sua estreia em cima de uma GP18 justamente em Phillip Island, um dos piores circuitos para a fábrica. “Essa oportunidade vem na pior pista possível para a Ducati. No momento, não quero esperar nada”, disse.
 
“Subi na moto de Jorge ontem e é muito diferente da minha, é por isso que começamos com coisas básicas. No meu caso, o tanque é mais estreito. Jorge pilota muito com seu corpo abaixado, enquanto eu uso os braços”, continuou.
 
“Mas olhe para Jorge e [Andrea] Dovizioso e você vê que pilotam de maneiras diferentes. O que é claro é que a Ducati que eu vou ter é mais veloz nas retas”, encerrou o espanhol.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube