Suzuki reage após início difícil na temporada 2017 e confirma substituição de líder de projeto na MotoGP

A Suzuki confirmou que Shinichi Sahara vai assumir a posição de Satoru Terada como líder de projeto na MotoGP. Depois de um excelente 2016, a marca nipônica começou 2017 em dificuldade e hoje soma apenas 28 pontos no Mundial de Construtores

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Satoru Terada não resistiu ao início difícil de temporada na MotoGP. A Suzuki confirmou neste sábado (10) a troca de comando, com Shinichi Sahara assumindo o posto de líder de projeto. A mudança acontece de forma imediata.

 
Depois de um 2016 positivo, inclusive com uma vitória de Maverick Viñales, a Suzuki enfrenta uma temporada ruim. Passadas as primeiras seis provas do ano, a equipe de Hamamatsu soma apenas 28 pontos no Mundial de Construtores, 100 a menos que a líder Yamaha, e tem um sétimo lugar como melhor resultado no ano.
Andrea Iannone tem o 14º posto no Mundial de Pilotos (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Novo dirigente, Sahara atuou no desenvolvimento da versão mais recente da GSX-R1000 de rua e já trabalhou na divisão de corridas da marca.
 
“Sahara tem muita experiência e acho que a contribuição dele será positiva”, disse Davide Brivio, chefe da Suzuki, em entrevista à publicação britânica ‘Autosport’. “Já é sabido que às vezes fábricas japonesas fazem essas reestruturações”, minimizou.
 
A Suzuki entrou na temporada 2017 com uma equipe completamente repaginada. O time nipônico contratou Andrea Iannone para substituir Viñales após a mudança do espanhol para a Yamaha, mas decidiu não renovar o vínculo de Aleix Espargaró para colocar Álex Rins na vaga do catalão.
 
O estreante, no entanto, ainda não conseguiu mostrar sua performance, já que tem se lesionado seguidamente. Álex está afastado desde o GP das Américas, em abril, mas deve voltar a guiar a GSX-RR no início da semana, em um teste coletivo em Montmeló.
 

#GALERIA(7067)
 
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube