Rossi celebra melhor tempo pessoal no Catar: “Mais competitivo do que no fim de 2020”

Com 1min53s993, o italiano fechou o quarto dia de testes da MotoGP na oitava colocação da tabela de tempos, 0s749 mais lento que Maverick Viñales, o líder dos trabalhos

Tech3, agora toda laranja, divulga vídeo com detalhes da preparação para pré-temporada no Catar (Vídeo: Tech3)

Valentino Rossi registrou seu melhor tempo pessoal no traçado do Catar no quarto dia de testes coletivos da pré-temporada da MotoGP. O piloto da SRT celebrou a maior competitividade em relação ao ano passado e fez uma avaliação positiva do trabalho de desenvolvimento da Yamaha.

Na quinta-feira (11), Rossi completou 52 voltas, a melhor delas em 1min53s993, e ficou com o oitavo melhor tempo, 0s749 atrás de Maverick Viñales, que liderou os trabalhos.

Aos 42 anos, Rossi terminou o primeiro teste do ano com 1s768 de atraso para o ponteiro, reduziu para 1s435 no início da segunda bateria e melhorou mais 0s6 para registrar seu melhor tempo no traçado catari, que fez a estreia no Mundial em 2004.

GALERIA
As imagens do quarto dia de testes da MotoGP no Catar

Valentino Rossi fez um balanço positivo dos testes no Catar (Foto: SRT)

LEIA TAMBÉM
Bastianini, Martín e Marini: os novatos da MotoGP em 2021

“Tive uma boa sensação hoje, especialmente por que conseguimos trabalhar muito com a moto”, disse Rossi. “Encontramos algumas novas soluções e fiz um bom tempo de ataque. Fiz a minha melhor marca pessoal da minha carreira aqui no Catar, pois nunca tinha feito 1min53s antes”, comentou.

“Aqui todo mundo é rápido, mas nós melhoramos nossa posição e, especialmente, eu melhorei muito o meu ritmo. Fiz algumas boas voltas em 1min54s e sou mais rápido do que ontem. Então foi um dia positivo”, avaliou.

O italiano considerou que o bom desempenho é fruto das novas peças testadas em Losail, como o chassi, por exemplo, e o trabalho de acerto da YZR-M1.

“Em comparação com o primeiro teste, nós encontramos algumas outras soluções que me deram um feeling melhor com a dianteira, então posso entrar nas curvas mais rápido. Também tenho mais aderência na aceleração”, pontuou. “E, por outro lado, testamos algumas boas peças da Yamaha, primeiro o novo chassi e, com mais quilômetros, posso usar mais o potencial dele. Isso é muito importante, pois no ano passado nós sofremos muito com essas coisas, pois a moto era difícil nas curvas”, recordou.

“Agora parece melhor, eu me sinto melhor na moto, piloto melhor. Por essas duas razões, conseguimos melhorar o tempo de volta e, especialmente, o ritmo de corrida”, sublinhou.

Rossi elogiou, também, o trabalho de aerodinâmica feito pela Yamaha para a temporada 2021.

“É muito importante, porque, no fim, o motor está congelado desde o ano passado e nós estamos muito, muito preocupados com isso, pois no ano passado a diferença de velocidade foi grande”, falou. “Mas eu pressionei a Yamaha e acho que eles trabalharam da maneira certa, pois não é apenas o motor que determina a performance em linha reta, mas muitas outras coisas em uma moto de MotoGP. Uma delas, a aerodinâmica”, comentou.

“E ela funcionou bem. Nossa velocidade não é tão ruim. Perdemos 10 km/h em relação a Ducati, mas, de qualquer forma, a diferença é menor do que no ano passado. Então isso será importante para as pistas mais rápidas”, considerou.

Por fim, Valentino comentou que não ficou muito distante dos ponteiros. O penúltimo dia da pré-temporada teve uma trinca de Yamaha no topo da tabela.

“Eu chequei um pouco o ritmo e parece que Maverick é muito forte, Quartararo também é mais rápido do que eu. E, depois disso, são muitos pilotos. Franco é rápido, as Ducati de fábrica também e a Suzuki. Mas em termos de ritmo de corrida, somos todos muito similares. Não estou tão longe do topo”, declarou. “estou feliz, pois fui muito mais competitivo nestes dias do que no fim do ano passado”, encerrou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube