Vietti cresce no fim e vence GP da França. Arenas é 3º e recupera liderança da Moto3

O italiano da VR46 aproveitou os últimos instantes para tomar a ponta, segurar os adversários e vencer pela segunda vez em 2020. Tony Arbolino e Albert Arenas completam o pódio

Celestino Vietti voltou a vencer na temporada 2020 da Moto3. No GP da França deste domingo (11), o piloto cresceu o ritmo na parte final da disputa aproveitando uma estratégia de pneus diferente, segurou os adversários na última volta e recebeu a bandeira em primeiro pela segunda vez no campeonato.

Constantemente na briga pelo triunfo, Tony Arbolino terminou a corrida na segunda colocação após segurar as últimas investidas de Albert Arenas. Esse foi o terceiro pódio do italiano no campeonato, o segundo consecutivo. Após dois abandonos nas últimas quatro corridas, o espanhol da Aspar completou o top-3.

Celestino Vietti venceu a segunda da temporada (Foto: VR46)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Jaume Masià foi outro nome que esteve constantemente na briga pelo degrau mais alto do pódio. Dono da pole, o competidor entrou na reta final da prova na liderança, mas acabou superado e terminou o dia em quarto. Andrea Migno fechou os cinco primeiros.

Quem teve dia não tão positivo foi Ai Ogura. Líder da classificação, o japonês precisou fazer corrida de recuperação após aparecer no 24º posto, cruzando a linha de chegada na nona colocação.

Com o resultado da disputa em Le Mans, Arenas reassumiu a liderança da classificação e agora sustenta uma vantagem de seis pontos para Ogura. A vitória garantiu a Vietti o salto para a terceira colocação da classificação.

Saiba como foi o GP da França de Moto3:

O domingo amanheceu com céu parcialmente nublado e com temperaturas baixas como em todo o fim de semana. Às vésperas da largada, os termômetros mediam 12°C, com o asfalto chegando apenas a 14°C. A velocidade do vento era de 10 km/h.

No grid, a escolha de pneus foi praticamente unânime: o dianteiro médio e o traseiro macio, com exceção de Tatsuki Suzuki, colocou o macio na frente, e de Celestino Vietti, que optou pelo médio na roda de trás.

Quando as luzes se apagaram, foi Arenas quem tomou a liderança, com Arbolino logo passando para o segundo lugar, deixando Masià em terceiro, seguido por Raúl Fernández, Gabriel Rodrigo e Vietti. Líder do Mundial, Ai Ogura aparecia apenas em 24º.

Na abertura do segundo giro, Arenas manteve a ponta, mas Masià passou Arbolino para se instalar em segundo, 0s145 atrás do rival da Aspar. Pouco depois, Jaume não só cortou a diferença, como também tomou a ponta da corrida de Albert. Lá atrás, Ogura seguia sem avançar.

Na volta 3, Rodrigo e Vietti partiram para o ataque e derrubaram Arenas para a quinta colocação. O espanhol tratou de responder na volta seguinte e avançar uma posição, deixando Celestino para trás.

Darryn Binder também apareceu para ameaçar os ponteiros e, com uma manobra firme, tomou a quinta colocação de Vietti. Enquanto isso, Masià sustentava 0s185 de margem para Arbolino.

Andrea Migno, aliás, também começou a escalar e passou o companheiro de equipe para ocupar o sexto posto. Arenas também passou e subiu para terceiro, seguido por Binder, que também deixou Rodrigo de escanteio.

O sul-africano, então, atacou Arenas na curva 13 e assumiu o terceiro lugar, logo cortando a diferença para Arbolino, que perdeu a posição não só para o caçula dos Binder, mas também para Albert.

Na volta 8, Alonso López atingiu a traseira de Romano Fenati na curva 13, os dois caíram e abandonaram a corrida. Apesar de irritados, nenhum dos pilotos se machucou com gravidade. Logo depois, Tatsuki Suzuki também encerrou a participação no GP da França com um tombo na curva 8.

Enquanto isso, Masià seguia firme na ponta, agora com 0s133 de margem para Arenas. Binder vinha em terceiro, seguido por Arbolino, Vietti, Sasaki, Rodrigo, Fernández, Migno e Alcoba.

Na 11ª volta, Masià errou ao olhar para trás na saída da La Chapelle, a curva 5, e caiu para o quarto posto, atrás de Arenas, Binder e Arbolino. Ogura é quem não progredia tanto assim: ainda era 19º.

Restando nove voltas para o fim, Binder passou a pressionar Arbolino pela segunda posição, mas o piloto da Snipers conseguiu defender bem a posição. Masià vinha em quarto, agora com Vietti e Sasaki na sequência.

Na abertura da 15ª volta, as Honda de Masià e Arbolino atacaram Arenas simultaneamente, com a piloto da Leopard assumindo o comando e Binder e Vietti aproveitando para também deixar Albert para trás.

Com seis voltas para o fim, Arbolino aproveitou o vácuo para tomar a ponta de Masià, mas a liderança do italiano foi breve, já que Jaume conseguiu reagir rápido, com Arenas aproveitando para também avançar e assumir o segundo posto.

Já na 19ª das 22 voltas, Jeremy Alcoba perdeu o controle na saída da curva 9 e levou John McPhee junto. O piloto da SRT não teve nem chance de se defender.

Enquanto isso, Ogura foi avançando no pelotão e agora aparecia em 10º, 13s147 atrás de Masià, que tinha conseguido um bom respiro na ponta da corrida, se aproximando de 0s3.

John McPhee está na briga pelo título da Moto3 (Foto: Reprodução)

Com dois giros para o fim, Masià bobeou e acabou caindo para quarto, atrás de Vietti, Arenas e Arbolino. Tony, aliás, também não esperou muito e logo assumiu o segundo posto.

Vietti, então, se manteve firma na ponta e conseguiu segurar a pressão dos rivais nos metros finais para receber a bandeirada com 0s142 de frente para Arbolino. Arenas completa o pódio.

Moto3 2020, GP da França, Le Mans, corrida

1C VIETTIVR46 KTM37:37.384
2T ARBOLINOSnipers Honda+0.142
3A ARENASÁngel Nieto KTM+0.198
4J MASIÁMugen KTM+0.336
5A MIGNOWorldwide KTM+0.569
6A SASAKIPETRONAS Honda+0.834
7R FERNÁNDEZÁngel Nieto KTM+1.361
8G RODRIGOGresini Honda+1.625
9A OGURAAsia Honda+15.003
10C TATAYAndreas Perez 77 KTM+15.139
11S GARCIAEstrella Galicia 0,0 Honda+15.269
12F SALACPrüstel KTM+15.381
13D FOGGIAVR46 KTM+15.574
14R ROSSIFacile Energy KTM+15.729
15S NEPAAvintia KTM+17.743
16B BALTUSPrüstel KTM+18.991
17J DUPASQUIERPrüstel KTM+19.173
18R YAMANAKAEstrella Galicia 0,0 Honda+25.148
19K PAWISIC HONDA+26.189
20Y KUNIIAsia Honda+26.360
21M KOFLERCIP KTM+26.959
22D ÖNCÜRed Bull KTM Ajo+30.306
23N ANTONELLISIC58 HondaNC
24J MCPHEESIC HONDANC
25J ALCOBARBA KTMNC
26K TOBAAsia HondaNC
27D BINDERCIP KTMNC
28D PIZZOLIFacile Energy KTMNC
29T SUZUKISIC58 HondaNC
30R FENATISnipers HondaNC
31A LÓPEZEstrella Galicia 0,0 HondaNC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube