MotoGP

Viñales aumenta ritmo no fim, destrói marca de Rins e coloca Yamaha na ponta no segundo dia em Sepang

Maverick Viñales aproveitou o minuto final do segundo dia de testes em Sepang para chegar a 1min58s897 e garantir a liderança da MotoGP. O #12 foi 0s527 melhor que Álex Rins, com Jack Miller completando o top-3
Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
 Maverick Viñales (Foto: Yamaha)
O segundo dia de testes da MotoGP teve um final movimentado. Depois de Andrea Dovizioso passar a maior parte do dia no topo da tabela, Maverick Viñales calçou pneus macios e apareceu nos minutos finais para afastar a concorrência. Com 1min58s897 ― já bem perto do recorde da pista ―, o #12 colocou a Yamaha no topo da folha de tempos.
 
Tal qual aconteceu no primeiro dia de testes, a quinta-feira (7) amanheceu com forte calor e tempo firme na Malásia. Assim, sem muita demora, os pilotos partiram para a pista para iniciar os trabalhos em um dia que tinham previstas as primeiras simulações de corrida.
 
Logo nas primeiras horas da atividade, um grupo expressivo rompeu a barreira de 2min00s na Malásia: Andrea Dovizioso, Cal Crutchlow, Valentino Rossi, Marc Márquez, Danilo Petrucci, Tito Rabat e Álex Rins.
Maverick Viñales colocou a Yamaha no topo da folha de tempos (Foto: Yamaha)
Quem não teve lá muita sorte na metade do dia, porém, foi Pol Espargaró. O #44, que ontem já tinha sofrido uma queda na parte final do treino, levou um belo high-side na curva um de Sepang, mas escapou de maiores lesões.
 
O irmão Aleix, por outro lado, se manteve grudado na Aprilia e foi o primeiro a completar uma simulação de corrida em 2019.
 
Depois de uma pausa para o almoço, a calmaria reinou em Sepang, mas, com cerca de 2h para o encerramento deste segundo dia de treinos, os pilotos começaram a voltar para a pista. Dovizioso liderava com 1min59s562, com Crutchlow, Viñales, Rossi, Márquez, Petrucci, Rabat, Rins, Miller e Aleix completando um top-10 separado por 0s539 ― o top-19 estava no mesmo segundo.
 
Quando o treino entrou na hora final, Dovizioso permanecia no comando, mas a pista estava bem esvaziada. Entre os integrantes do top-10, Rabat era o único que seguia rodando, inclusive melhorando algumas de suas parciais.
 
Na sequência, porém, mais pilotos se juntaram a Tito, mas ainda sem mudanças na tabela. Com pouco mais de 20 minutos para o fim, Jack Miller baixou para 1min59s998, mas manteve o nono posto, agora 0s436 mais lento que o líder.
 
Pouco depois, Takaaki Nakagami chegou a 1min59s966 e assumiu o oitavo posto, 0s404 atrás de Dovizioso. Rins, então, foi a 1min59s821 e saltou para o sexto lugar, enquanto Bagnaia avançou para décimo.
 
Com pouco menos de 7 minutos para o fim da sessão, Rins cravou 1min59s424 e tomou a ponta de Dovizioso por 0s138. Mais atrás, Rabat passou Márquez por 0s028 para se instalar em sexto, melhorando ainda mais no giro seguinte.
 
Instantes depois, foi Zarco quem melhorou. O piloto da KTM chegou a 1min59s973 e assumiu a décima colocação, 0s549 atrás de Rins.
 
No minuto final da sessão, Maverick foi a 1min58s897 e assumiu a ponta, destronando Rins por 0s527. Miller também melhorou e pulou para terceiro.

Com a bandeira quadriculada tremulando em Sepang, ninguém conseguiu superar a marca da Maverick, que ficou com o topo da tabela, à frente de Rins e Miller. 0s665 atrás do líder, Andrea Dovizioso ficou com o quarto posto.
 
Só 0s004 atrás do piloto da Ducati, Cal Crutchlow superou uma queda na curva cinco e ficou com o quinto posto, 0s059 à frente de Valentino Rossi, o sexto. Tito Rabat assegurou o sétimo tempo.
 
Líder do primeiro dia de testes, Marc Márquez sentiu mais sua condição física nesta quinta-feira e acabou apenas em oitavo, 0s893 mais lento que o #12. O espanhol, no entanto, completou mais voltas, um total de 37.
 
Com 1min59s845, Danilo Petrucci foi o nono, com Takaaki Nakagami completando o rol dos dez primeiros. Johann Zarco colocou a KTM na 11ª posição, seguido por Francesco Bagnaia e Fabio Quartararo.

MotoGP 2019, Malásia, Sepang, Teste coletivo, dia 2:

1 M VIÑALES Yamaha 1:58.897   62 63
2 A RINS Suzuki 1:59.424 +0.527 58 61
3 J MILLER Pramac Ducati 1:59.517 +0.620 48 49
4 A DOVIZIOSO Ducati 1:59.562 +0.665 19 60
5 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:59.566 +0.669 14 53
6 V ROSSI Yamaha 1:59.625 +0.728 8 51
7 T RABAT Avintia Ducati 1:59.664 +0.767 74 75
8 M MÁRQUEZ Honda 1:59.790 +0.893 5 37
9 D PETRUCCI Ducati 1:59.845 +0.948 11 65
10 T NAKAGAMI LCR Honda 1:59.966 +1.069 57 60
11 J ZARCO KTM 1:59.973 +1.076 56 58
12 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:59.995 +1.098 51 52
13 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 2:00.101 +1.204 9 54
14 F QUARTARARO SIC Yamaha 2:00.108 +1.211 11 58
15 F MORBIDELLI SIC Yamaha 2:00.151 +1.254 56 58
16 S BRADL LCR Honda 2:00.230 +1.333 25 59
17 P ESPARGARÓ KTM 2:00.305 +1.408 66 67
18 A IANNONE Aprilia Gresini 2:00.510 +1.613 21 39
19 M KALLIO KTM 2:00.523 +1.626 4 41
20 M OLIVEIRA Tech3 KTM 2:00.672 +1.775 7 61
21 J MIR Suzuki 2:00.876 +1.979 17 64
22 K ABRAHAM Avintia Ducati 2:01.245 +2.348 9 56
23 K NAKASUGA/ K NOZANE Honda 2:01.406 +2.509 15 42
24 S GUINTOLI Suzuki 2:01.654 +2.757 3 45
25 H SYAHRIN Tech3 KTM 2:01.859 +2.962 39 53
26 J FOLGER Yamaha 2:02.989 +4.092 8 16
27 T TSUDA Suzuki 2:03.276 +4.379 17 22