Viñales bate surpreendente Pol Espargaró e crava pole em Misano. Márquez é quinto

Maverick Viñales bateu Pol Espargaró por 0s295 com o cronômetro zerado e cravou a pole-position para o GP de San Marino e da Riviera de Rimini de MotoGP. Mais 0s011 atrás, Fabio Quartararo vai fechar a primeira fila. Marc Márquez foi atrapalhado por Valentino Rossi na parcial final e vai sair apenas em quinto

O GP de San Marino e da Riviera de Rimini teve uma classificação de tirar o fôlego. Ao fim dos 15 minutos de Q2, foi Maverick Viñales quem levou a melhor, mas destronando um surpreendente Pol Espargaró, que saltou para a ponta nos instantes finais da sessão.
 
Forte ao longo de todo o fim de semana, Fabio Quartararo entrou na parte final da classificação no topo da tabela, mas foi pego de surpresa por um Pol 0s011 melhor. Já com o cronômetro zerado, porém, Viñales apareceu 0s295 mais rápido que o catalão para conquistar sua primeira pole desde o GP do Catar no início do ano.
 
Quartararo, então, caiu para a terceira colocação, com Franco Morbidelli aparecendo para conquistar o quarto posto, 0s445 mais lento que o dono da pole.
Maverick Viñales garantiu a primeira pole desde o Catar (Foto: Yamaha)
Marc Márquez brigou até o fim, mas não conseguiu melhorar em sua volta final após um enrosco com Valentino Rossi e vai sair em quinto, à frente de Andrea Dovizioso. É a segunda vez em 2019 que o líder do Mundial fica fora da primeira fila do grid. O #46 abre a terceira linha.
 
Com 1min33s123, Johann Zarco fez o oitavo tempo, mas tem uma punição de três posições por conta de um incidente com Miguel Oliveira em Silverstone e, assim, vai sair apenas em 11º, atrás de Álex Rins, Joan Mir e Takaaki Nakagami. Michele Pirro é o 12º.
 

Eliminado no Q1 por só 0s003, Francesco Bagnaia ficou com o 13º posto no grid, à frente de Cal Crutchlow, que vem em um fim de semana daqueles para esquecer. Aleix Espargaró ficou com o 15º posto, à frente de Jack Miller.

 
Fora do Q2 pela primeira vez no ano, Danilo Petrucci fez sua melhor volta em 1min33s630 e vai sair apenas em 17º, à frente de Jorge Lorenzo, que foi 0s147 mais lento que o italiano.
 
Voltando de lesão, Miguel Oliveira ficou com o 19º posto, seguido por Hafizh Syahrin, Karel Abraham e Tito Rabat. Andrea Iannone precisou ser levado ao centro médico após uma queda no TL4 ― a terceira do fim de semana ―, não marcou tempo no Q1 e, assim, ficou com o último posto da grelha.

O GP de San Marino e da Riviera de Rimini de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

 
Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Márquez lidera TL4 infiltrado em top-4 da Yamaha

 
A MotoGP abriu o período da tarde em San Marino com o TL4, que é um aquecimento para a definição do grid que acontece minutos depois. E não demorou nadinha para que Fabio Quartararo já chegasse de novo ao primeiro lugar, cada vez mais consolidado como favorito a ser pole.
 
Maverick Viñales tratou de encostar no francês, mas foi superado por Marc Márquez na sequência. Álex Rins, Valentino Rossi e Franco Morbidelli surgiam na sequência, mas a ordem mudou ali com o passar do tempo.
 

 

Márquez, sempre extremamente perigoso em qualquer que seja a pista, tirou Quartararo da dianteira com 1min33s265, enquanto Viñales também melhorou seu tempo, mas não o suficiente para sair de terceiro. Surpresa do final de semana, Pol Espargaro voltava a andar rápido para ir para sexto.
 
As primeiras posições não mudavam muito, com Jack Miller fazendo o suficiente para subir para sétmo, na frente de Andrea Dovizioso, mas o que chamava a atenção ali para o final eram as quedas, com Andrea Iannone caindo e levantando todo estranho, torto, indo embora.
Aí veio a curva 8 e Márquez voltou a ter um problema que vinha evitando bem nos últimos tempos: caiu. O espanhol perdeu o controle, foi ao chão e precisou se arrastar por fora da pista até os boxes antes que o Q1 começasse.
 
Na pista, enquanto isso, Viñales mostrava sua força e tirava Quartararo da segunda colocação, abrindo ainda mais o leque de opções fortes para a pole. Morbidelli foi mais um a se apresentar forte e se colocou em quarto, o que significou quatro Yamahas no top-6, com Márquez de Honda na ponta e Rins em quinto de Suzuki.

Zarco voa, Mir também vai ao Q2

O bicho começou a pegar para valer poucos minutos depois do TL4, com o início da real definição do grid com o Q1. 13 pilotos partiam atrás das últimas duas vagas na sessão que decidiria o pole, ou melhor, 12, já que Iannone seguia no centro médico após seu tombo.
 
A briga foi se desenhando desde cedo entre Suzuki e Ducati, com Joan Mir puxando a fila em 1min33s485 e Miller também andando forte em 1min33s5. Zarco aparecia em terceiro, seguido por Aleix Espargaró.
 
Os minutos finais vieram com Zarco acertando uma volta espetacular em 1min33s147 e mostrando que a KTM, de fato, tinha um horizonte promissor no final de semana. Mir foi bem ameaçado, mas, mesmo sem melhorar o giro, se garantiu no Q2 mais de 0s3 atrás de Zarco.
 
Bagnaia, surpreendentemente, era quem mais perto ficava de Mir, apenas 0s003 atrasado em relação ao espanhol. As diferenças atrás dele também foram bem curtas, com Crutchlow e Espargaró vindo na sequência, o espanhol com um bom resultado para a Aprilia.
 
O trio que veio na sequência foi das grandes decepções da classificação. Miller, Petrucci e, de novo, Lorenzo ficaram de fora do Q2, partindo do meio para o fim do pelotão. Oliveira, Syahrin, Abraham, Rabat e Iannone fecham o grid.

Viñales bate surpreendente Pol Espargaró e é pole

O Q2 veio com os 12 pilotos mais rápidos do final de semana se encontrando pela pole e a Yamaha vinha com força já na frente, mas com a SIC ditando o ritmo de novo com Quartararo e também Morbidelli, que crescia de ritmo.
 
Márquez, Viñales e Rossi, os outros reais candidatos à pole, apareciam na sequência, na frente de Pol Espargaró, que outra vez mostrava que a KTM estava forte. Curioso é que o espanhol deu um susto momentos antes, ficando preso na saída dos boxes com a moto apagada.
 
Aí vieram dois problemas da SIC em poucos minutos. Quartararo acabou cortando uma curva sem conseguir tracionar e teve um giro promissor cancelado, enquanto Morbidelli passou abaixo do companheiro no segundo setor, mas passou bem perto de cair, tendo de controlar a moto, perdendo todo ritmo que carregava.

 

Enquanto isso, Viñales melhorava mais um pouquinho e fechava uma primeira fila, até ali, todinha da Yamaha. Quartararo, outra vez, vinha para baixar o próprio tempo, mas errou e teve volta cancelada. Aquilo poderia custar caro para o francês, já que foi o último giro antes de zerar o relógio e os rivais ainda estavam lá.
 
Bom, mas veio uma surpresa gigantesca. Espargaró, com a KTM, bateu Quartararo no detalhe e pegou a pole provisória, fazendo tremer o box da equipe. A pole não veio porque Viñales voou com 1min32s265, mas ainda parecia dar para Márquez, até que o espanhol encontrou Rossi bem mais lento na pista.
 
O italiano não tirou o pé, o espanhol não conseguiu se livrar rápido e os dois ficaram com o que tinham, em sétimo e quinto, respectivamente, com Dovizioso ainda pegando um digno sexto lugar para a Ducati em uma pista complicada para o time e Morbidelli confirmado em quarto. Viñales foi mesmo para mais uma pole.

MotoGP 2019, GP de San Marino e da Riviera de Rimini, Misano, Grid:

1 M VIÑALES Yamaha 1:32.265    
2 P ESPARGARÓ KTM 1:32.560 +0.295  
3 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:32.571 +0.306  
4 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:32.710 +0.445  
5 M MÁRQUEZ Honda 1:32.742 +0.477  
6 A DOVIZIOSO Ducati 1:33.038 +0.773  
7 V ROSSI Yamaha 1:33.079 +0.814  
8 A RINS Suzuki 1:33.265 +1.000  
9 J MIR Suzuki 1:33.431 +1.166  
10 T NAKAGAMI LCR Honda 1:33.449 +1.184  
11 J ZARCO KTM 1:33.123 +0.858 P+3
12 M PIRRO Ducati 1:33.461 +1.196  
13 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:33.488 +1.223  
14 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:33.516 +1.251  
15 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:33.522 +1.257  
16 J MILLER Pramac Ducati 1:33.571 +1.306  
17 D PETRUCCI Ducati 1:33.630 +1.365  
18 J LORENZO Honda 1:33.777 +1.512  
19 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:34.162 +1.897  
20 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:34.322 +2.057  
21 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:34.401 +2.136  
22 T RABAT Avintia Ducati 1:34.904 +2.639  
23 A IANNONE Aprilia Gresini      
           
MV A DOVIZIOSO Ducati 1:32.678 164.1  km/h  
REC J LORENZO Ducati 1:31.629 166.0 km/h  
           
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 26ºC | pista: 40ºC  

 
#GALERIA(9906)

Previsão do tempo para Rimini
GP de San Marino Rimini

!function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=’https://weatherwidget.io/js/widget.min.js’;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,’script’,’weatherwidget-io-js’);


 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar