Viñales cobra reação da Yamaha em 2020: “Quero que me deem o melhor”

O espanhol lamentou os problemas de aderência da equipe japonesa e afirmou que apesar de serem 'bestas' na classificação, parecem gatinhos na corrida

Maverick Viñales mostrou insatisfação com os problemas que a Yamaha tem apresentado nas corridas da temporada 2020. O espanhol afirmou estar difícil de pilotar a YZR-M1 por conta da falta de aderência e cobrou uma rápida reação da equipe de Iwata.

Na classificação do GP de San Marino e Riviera de Rimini, na última semana, o competidor de Figueras fez 1min31s411 e bateu o recorde do circuito. Entretanto, na corrida, perdeu rendimento ainda nos primeiros giros e apesar de recuperar ritmo no final, cruzou a linha de chegada em sexto.

Sobre a abordagem para o GP da Emília-Romanha do final de semana, disse que “preciso ser mais rápido para o dano ser menor. Se for um pouco mais rápido nos treinos, serei um pouco mais rápido na corrida. Então, tentaremos nosso máximo. Com certeza não é um ponto fácil, pois sofremos muito todo o tempo com isso, mas quero uma reação da Yamaha.”

Maverick Viñales é quinto na classificação (Foto: Yamaha)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Quero que me deem o melhor, pois marquei o recorde no sábado na classificação. Passamos de sermos uma fera na pista, para sermos um gatinho do domingo. Tem alguma coisa estranha. Encaro isso com humor, pois é a única coisa que posso fazer”, seguiu.

Nesta semana, a classe rainha do Mundial de Motovelocidade realizou um treino coletivo em Misano. Com 1min31s512, Maverick foi quem liderou a sessão, que ainda foi marcada pelo teste de um novo escapamento da Yamaha.

“No teste, me senti bem, me senti incrível na moto. Rodei rápido no fim do dia [do treino coletivo]. Virei na casa de 1min32s baixo com muitas voltas nos pneus, o que é bom. Mas, como sabemos, onde há borracha dos pneus há aderência, posso fazer o que quiser com a moto. Mas quando não há aderência, é muito difícil de pilotar”, encerrou.

No Mundial de Pilotos, Viñales aparece na quinta colocação com 58 pontos, 18 de atraso para Andrea Dovizioso e 12 para Fabio Quartararo, segundo e melhor piloto da Yamaha. O espanhol conseguiu dois pódios em 2020, ambos em Jerez de la Frontera.

Neste final de semana, o Mundial de Motovelocidade segue em Misano para o GP da Emília-Romanha e Riviera de Rimini, a sétima etapa da temporada 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube