Viñales cobra salto de evolução da Yamaha: “Só assim teremos chances de vencer corridas”

Maverick Viñales acredita que a Yamaha ainda tem o que evoluir na temporada. Mesmo ficando no pódio na Tailândia, o espanhol afirmou que é preciso dar um salto para começarem a brigar por vitórias

Maverick Viñales pode ter terminado o GP da Tailândia no pódio, mas o piloto ainda espera mais evolução da Yamaha. O espanhol afirmou que o time precisa dar um salto para poderem brigar efetivamente por vitórias.
 

O #12 largou da segunda colocação e por um breve momento chegou a assumir a ponta do pelotão em Buriram, mas logo foi superado por Fabio Quartararo. Não muito depois, foi a vez de Marc Márquez se adiantar, e a partir de então, não consegui seguir o ritmo da dupla da ponta, cruzando a linha de chegada em terceiro.
 
“Foi muito difícil, tinha pouca tração no pneu traseiro e sofri muito. Já desde a primeira volta não me senti confortável, perdia muito na aceleração em comparação com Marc e Fabio. Tentei me concentrar, buscar a melhor forma de pilotar a moto para tentar alcançá-los”, explicou.
 
“Estou feliz porque, no final, somando pódios, está bem. Mas temos que dar um salto, temos que melhorar. Tem que solucionar a traçado, só assim teremos a oportunidade de vencer corridas”, continuou.
Maverick Viñales (Foto: Yamaha)

Nas últimas quatro corridas, Maverick subiu três vezes no pódio, todas na terceira colocação. Nas ocasiões, seu principal adversário foi o francês da SIC, o que aponta os competidores como o futuro da fábrica japonesa. “Bom, ao menos estamos marcando um pouco a diferença, não sei se somos o futuro”, disse.
 

“No final, teremos que escolher o que é melhor para cada um, mas está claro que, nas últimas corridas, os dois estamos fazendo a diferença, entendemos o que a moto precisa pouco a pouco, e a equipe também tem que dar agora um salto em equilíbrio, preparar algo que nos funcione, sobretudo no início da corrida”, seguiu.
 
“Não precisamos de nada, quatro voltar, se pudermos melhorar as quatro primeiras voltas estaríamos prontos para brigar por vitórias”, emendou.
 
Viñales também foi questionado se seria positivo seguir na Yamaha, e o piloto apontou que “não sei, isso é difícil saber, no final estou aqui, estou me adaptando a moto, é totalmente contra o meu estilo e vou de encontro de minha natureza, mas a moto funciona bem, isso é claro. Tenho muitos pódios, talvez não começamos da melhor maneira as corridas, mas estamos somando muitos pontos.”
 
No fim, Maverick aproveitou para felicitar o novo hexacampeão da MotoGP. “Realmente tem dominado esse ano mais do que nunca, temos que brigar, estar fortes e melhorar a moto para poder brigar com ele. Tenho que parabenizar Marc e a toda a equipe da Honda”, encerrou.
 

Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube