Viñales vê Yamaha “grande demais” e pede M1 menor: “A diferença pode ser muito importante”

Maverick Viñales afirmou que tem pilotado uma YZR-M1 que é grande demais para ele. O espanhol quer que a Yamaha faça um protótipo menos

Maverick Viñales não está satisfeito com o tamanho da YZR-M1. O piloto de 1,65m acredita que a Yamaha é “grande demais” para ele. 
 
O piloto espanhol viveu um 2018 difícil. Em meio ao maior jejum da história da montadora dos três diapasões, o espanhol teve dificuldades para extrair o melhor de uma M1 difícil, mas conseguiu uma vitória e ainda mostrou bom ritmo nos testes da pré-temporada 2019. Agora, porém, Maverick quer mais.
 
Falando à publicação inglesa ‘Autosport’, Viñales afirmou que tem uma moto “grande demais” e pediu um protótipo menorzinho.
Maverick Viñales (Foto: Divulgação/MotoGP)
Depois de dois anos com a Suzuki, Viñales chegou à Yamaha no início de 2017 para formar par com Valentino Rossi, que é consideravelmente mais alto: 1,81m. 
 
“Desde o início, eu pedi à Yamaha uma moto menor, porque a que eu tenho pilotado até agora é grande demais para mim”, disse Viñales em entrevista à publicação inglesa ‘Autosport’. “Lembro que me encaixei perfeitamente à Suzuki e podia alcançar tudo, mas com a M1 eu sinto que tenho moto demais”, seguiu.
 
“É difícil mudar a moto com um todo, mas se considerarmos o motor, alguns detalhes e algumas coisas na aerodinâmica, acho que a diferença pode ser muito importante”, ponderou.
 
Ainda, Viñales avaliou que não foi firme o suficiente nos pedidos que fez à Yamaha no início da temporada. O ex-#25 teve um ano difícil, mas, na reta final da temporada, aproveitou o bom momento da YZR-M1 para encerrar a seca e vencer o GP da Austrália.
 
“No início, eu deveria ter sido mais convincente com as decisões técnicas, por exemplo, como quando pedi para testar o motor de 2016 de novo”, comentou. “Eu não fui teimoso o suficiente e paguei caro por isso”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube