Yamaha promete “foco militar” por título em 2023: “MotoGP nunca foi mais desafiadora”

Lin Jarvis, chefe da Yamaha na MotoGP, falou sobre os objetivos para a temporada no lançamento da nova YZR-M1

AGORA CHORA! NA MOTOGP, MIR VAI SOFRER NA HONDA “QUE TEM DONO: MÁRQUEZ”

Se a segunda metade de 2022 foi extremamente amarga e apresentou a Yamaha sendo atropelada pela Ducati e por Francesco Bagnaia para perder o campeonato, a preparação para 2023 visa anular a concorrência. Na ocasião do lançamento da nova YZR-M1 de 2023, o chefe da fábrica japonesa, Lin Jarvis, garantiu que há uma atenção de almanaque para recuperar a glória ao longo dos próximos meses.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Relacionadas


No evento, realizado na Indonésia, Jarvis garantiu que a Yamaha terá um “foco militar” para lutar pelo caneco da Classe Rainha do Mundial de Motovelocidade. Além disso, garantiu que a categoria jamais foi mais complicada do que será em 2023, apesar da saída da Suzuki do grid.

“Ano passado, a equipe alcançou vários sucessos enquanto encarava competição e desafio de alto nível. Um dos bons momentos, porém, destacou-se: a renovação de nosso patrocínio com a Monster, no GP da Catalunha, que Fabio [Quartararo] ainda venceu. Será nosso 11º anos juntos e quinto como patrocinador-máster. É uma ocasião que merece uma nova pintura e um recomeço que se encaixa com o nosso foco militar para brigarmos pelo título da MotoGP em 2023”, afirmou.

A M1 para a MotoGP 2023 (Foto: Yamaha)

“Nossa parceria com a Monster também será adotada pelas equipes de MX e Supercross, algo que mostra como estamos bastante unidos. Queremos agradecer também aos patrocinadores, parceiros e fornecedores, muitos dos quais de longa data”, seguiu.

“Competir na prateleira mais alta do motociclismo internacional nunca fui mais desafiador do que será neste ano. Graças ao compromisso e entusiasmo de nossos parceiros, podemos nos concentrar em trazer o troféu novamente para casa. O calendário cheio e as corridas sprint adicionais significam que precisamos estar focados, temos de ser adaptáveis e eficientes desde o começo dos testes da MotoGP 2023”, finalizou.

Os testes da MotoGP em 2023 começam com o shakedown em Sepang, na Malásia, entre 5 e 7 de fevereiro. Depois, entre 10 e 12, os testes começam oficialmente. Portimão, em Portugal, recebe as motos entre 11 e 12 de março.

‘QUEM não tem MEDO de MARC MÁRQUEZ é LOUCO?’ Não é bem assim… | GP às 10
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.