Elliott larga em último, vence corrida decisiva em Phoenix e é campeão da Nascar

Na prova que marcou a despedida do lendário Jimmie Johnson da Nascar em tempo integral, Chase Elliott foi soberano em Phoenix, no Arizona, para conquistar o título da categoria mais popular do automobilismo norte-americano: “Inacreditável”, comemorou o piloto de 24 anos

No espaço de uma semana, Chase Elliott conseguiu uma vaga para disputar o título da Nascar e, sete dias depois, soltou o grito de campeão. Na noite do último domingo (8), o piloto de 24 anos cruzou a linha de chegada no oval de Phoenix em primeiro e confirmou a conquista do título da mais popular categoria do automobilismo norte-americano. A maior glória do competidor da Hendrick veio somente sete dias depois de Elliott garantir um lugar entre os quatro finalistas ao triunfar na etapa de Martinsville, onde o então favorito, Kevin Harvick, com nove vitórias ao longo do ano, deu adeus às chances de lutar pelo título.

Com a maior conquista da sua carreira, Chase igualou o feito do pai, Bill Elliott, campeão da Nascar em 1988. Hoje com 65 anos, Bill faz parte do Hall da Fama da categoria.

Ao mesmo tempo em que um piloto comemorava sua maior conquista na Nascar, uma verdadeira lenda do esporte a motor se despedia da categoria, ao menos em tempo integral. Jimmie Johnson, dono de sete títulos (2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013 e 2016) completou a prova do último domingo em quinto e, definitivamente, deu adeus à rotina de corridas em quase todo fim de semana. Em 2021, Johnson vai disputar a Indy nas corridas em circuitos mistos e de rua como piloto da Ganassi.

CHASE ELLIOTT; BILL ELLIOTT; NASCAR; PHOENIX;
Chase igualou o feito do pai, Bill Elliott (Foto: Nascar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Quanto a Elliott, a conquista do último domingo veio cercada de drama. Isso porque o piloto teve de largar em último depois que seu carro não passou na primeira inspeção técnica prévia do fim de semana.

Mas a reação foi consolidada logo no primeiro estágio, quando Chase terminou em terceiro, atrás de Joey Logano e Denny Hamlin e à frente de Brad Keselowski. Os quatro primeiros eram os que lutavam pelo título da Nascar. No segundo estágio, Keselowski superou Elliott na última curva da última volta para levar a vitória, com Logano em terceiro e Hamlin em quarto.

No terceiro e decisivo estágio, Elliott liderou a maior parte das voltas, sendo acompanhado principalmente por Logano, que foi o primeiro dentre os postulantes ao título ao fazer o pit-stop derradeiro, o que aconteceu na volta 260. Hamlin fez sua parada na mesma volta, com Elliott e Keselowski no giro 261.

Logano voltou à pista como líder, seguido por Elliott, Hamlin e Keselowski. Mas a liderança do piloto da Penske não durou muito, já que Chase fez a ultrapassagem na volta 270 e, daí em diante, não perdeu mais. Keselowski superou o companheiro de equipe a 10 voltas do fim, mas era tarde para tentar o título, que foi conquistado pelo jovem de 24 anos da equipe Hendrick.

CHASE ELLIOTT; NASCAR; PHOENIX;
Com vitória em Phoenix; Elliott conquistou o título da Nascar pela primeira vez (Foto: Nascar)

Depois da bandeira quadriculada após 312 voltas, Elliott venceu, seguido por Keselowski e Logano. Hamlin foi o quarto, com Jimmie Johnson em quinto. Ryan Blaney, Kevin Harvick, Matt DiBenedetto, William Byron e Martin Truex Jr. fecharam a lista dos dez primeiros colocados. Bubba Wallace foi o 15º, enquanto Daniel Suárez, único mexicano no grid da Nascar, foi o 31º.

Elliott se mostrou impressionado com o que havia acabado de conquistar. “Estou sem palavras, isso é inacreditável. Conseguimos. Isso é tudo o que tenho para te dizer. Surreal”, festejou o piloto, que relembrou o fato de a conquista em Martinsville ter sido decisiva.

“Não posso dizer o suficiente sobre nosso grupo. Sinto que demos grandes passos neste ano, sendo que um enorme foi dado na semana passada. Sair de lá com uma vitória e ter a chance de disputar o título é inacreditável. Eu nem sei… Surreal”, vibrou Elliott.

JIMMIE JOHNSON; NASCAR; PHOENIX;
Lenda da Nascar, Jimmie Johnson se despede da categoria em tempo integral (Foto: Nascar)

Chase comemorou o título da Nascar em uma volta lado a lado com um dos maiores campeões da categoria em todos os tempos: Jimmie Johnson dava seu adeus em tempo integral.

“Aprendi muitas lições dentro e fora das pistas. Estou pronto para aproveitar meu tempo de forma um pouco diferente. 38 semanas por ano nas corridas da Cup Series… Estou pronto para outra coisa”, disse o competidor de 45 anos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube