Na Garagem: Mansell vence Fittipaldi por 0s408 na corrida inaugural da GP Masters

Em 13 de novembro de 2005, o circuito de Kyalami recebeu lendas do automobilismo na corrida inaugural da GP Masters. A estreia teve Nigel Mansell vencendo Emerson Fittipaldi por apenas 0s408. O campeonato, no entanto, não foi longe

Sonha em ver uma corrida com lendas do passado? Bem, se você é mais novo, pode não se lembrar, mas isso já aconteceu. Em 2005, foi criada a GP Masters, com a intenção de colocar frente a frente grandes nomes da F1. A primeira corrida aconteceu em Kyalami, no dia 13 de novembro, há exatos dez anos. O entusiasmo era grande, afinal, o grid tinha gente consagrada.

 
Nesta prova de estreia, Nigel Mansell saiu na pole e venceu de ponta a ponta, mas não com muita tranquilidade. O inglês foi atacado por toda a prova pelo bicampeão Emerson Fittipaldi, que cruzou a linha de chegada apenas 0s408 atrás. Os dois garantiram o show, com o brasileiro inclusive tentando um bote na volta final.
 
O pódio foi completado pelo italiano Riccardo Patrese, em mais uma disputa equilibrada. Foram só 1s1 de vantagem para o compatriota Andrea de Cesaris, que, por sua vez, acabou 0s1 à frente de Derek Warwick.
Largada da GP Masters em Kyalami, na África do Sul, em 13 de novembro de 2015 (Foto: Getty Images)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O grid ainda contou com Hans-Joachim Stuck, Christian Danner, Eddie Cheever, Jan Lammers, Eliseo Salazar, Patrick Tambay, René Arnoux, Jacques Laffite e Stefan Johansson.

Jody Scheckter, o campeão sul-africano de F1, não quis correr e então foi convidado a dar a bandeirada aos vencedores.

 
Laffite e Johansson foram os únicos que abandonaram. O francês, por problemas mecânicos. Já o sueco rodou logo na terceira volta.
 
No Brasil, a transmissão foi do SBT. Já o público inglês também pôde voltar no tempo na narração: Murray Walker, que narrou a F1 por décadas na BBC e depois na ITV até se aposentar em 2001, foi convidado para relatar a prova. Claro que Murray, então com 82 anos, fez uso de suas típicas frases e soltou algumas vezes o famoso 'this is absolutely fantastic!'. 
 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Mansell terminou a corrida exaltando o trabalho da organização e torcendo pelo futuro da categoria. “Se ainda havia alguma dúvida, tenho certeza que agora haverão bem poucas. Os sacrifícios, a dedicação e a paciência investidas por todos na GP Masters não foi nada menos do que exemplar, e tiro o chapéu para o Scott Poulter e a Delta Motorsport, que nos deram esses carros maravilhosos para se correr, e à Altech pela fé e pelo apoio. Ainda não caiu a ficha, para ser honesto. O que conquistamos neste fim de semana vai além do que qualquer um poderia ter previsto ou imaginado”, afirmou o campeão mundial de 1992.

 
Só que a GP Masters não foi longe. Duas corridas foram realizadas em 2006, com outras duas sendo canceladas, e a empresa promotora declarou bancarrota em 2007.

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Adivinha quem que Hamilton vai homenagear neste GP do…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube