Teste positivo de Covid adia final de seletiva feminina para Academia da Ferrari

Uma das finalistas à vaga na Academia da Ferrari testou positivo para Covid-19 - o nome não foi revelado. Desta forma, a FIA adiou a decisão da seletiva

A seletiva Girls on Track, promovida pela FIA, teria sua final disputada nesta semana, em Maranello, valendo vaga para a Academia da Ferrari para a vencedora. Mas um teste positivo para Covid em uma das pilotas envolvidas forçou a entidade a adiar a decisão.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (11) pela FIA, que não revelou qual das quatro finalistas está com o coronavírus. Duas brasileiras estão na disputa: Antonella Bassani e Julia Ayoub, além da belga Maya Weug e da francesa Doriane Pin.

Relacionadas


Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

As finalistas da seletiva para vaga na Academia da Ferrari (Foto: FIA)

Nesta fase decisiva, elas passariam por cinco dias de testes com carro da F4 na casa da Ferrari, com começo previsto para o dia 9. Enquanto aguardavam os resultados do testes, os dias iniciais foram com atividades remotas, longe da pista. Com o positivo apresentado, a final foi paralisada.

“Como uma das participantes testou positivo na parte mais crítica de todo o processo, e assim não poderá participar da parte de pista da seletiva, a Comissão das Mulheres do Automobilismo da FIA e a Academia da Ferrari decidiram que é justo que a final seja adiada. Uma nova data será anunciada no futuro”, divulgou a FIA, em nota.

De acordo com a entidade, a pilota já está isolada e permanecerá em quarentena sem nenhum membro da seletiva, apenas um adulto – já que as quatro são menores de idade.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.