Porsche

Felipe Baptista bate Iorio, controla ritmo e conquista vitória na corrida 1 da classe 3.8 no Velo Città

Felipe Baptista brilhou na corrida 1 da classe 3.8 da Porsche Cup no Velo Città. Neste sábado (1), o piloto da Academia Shell Racing superou Matheus Iorio, controlou bem o ritmo e cruzou a linha de chegada na primeira colocação. Na GT3 Cup 3.8, quem venceu foi Nelson Monteiro

Warm Up, de Mogi Guaçu / NATHALIA DE VIVO, do Velo Città
Felipe Baptista se colocou como o nome a ser batido no Velo Città. Neste sábado (1), o piloto superou Matheus Iorio ainda no início da corrida da classe 3.8, controlou o ritmo e conquistou a vitória da primeira disputa do dia.
 
Quem saiu da pole-position da corrida foi Enzo Elias. Quando a largada foi autorizada em Mogi Guaçu, o #34, saindo de terceiro, deu o bote certeiro para se colocar na ponta, enquanto Felipe se manteve na segunda colocação.
 
Então, não demorou muito para que o representante da Academia Shell Racing superasse o adversário. Depois que assumiu o primeiro posto da disputa, apenas controlou seu desempenho para receber a bandeira quadriculada em primeiro.
 
Iorio, que estava em segundo, chegou a cometer um erro, permitindo a ultrapassagem de Enzo, e assim terminaram as colocações. Marcelo Tomasoni e Urubatan Junior foram os pilotos que completaram o top-5.
 
Na classe GT3 Cup 3.8, uma emocionante briga pela vitória tomou conta da pista. Chico Horta era quem vinha em primeiro, mas Nelson Monteiro, perto do fim, deu o bote no adversário e assumiu a ponta. Então, as posições terminaram assim. Marc, Ramon Alcaraz e Fran Lara completaram o pódio.
Felipe Baptista (Foto: Luca Bassani)
Saiba como foi a corrida 1 da classe 3.8 no Velo Città:
 
Após a primeira corrida do dia, que foi da classe 4.0, foi a vez dos pilotos da 3.8 saírem para o traçado do Velo Città. A largada aconteceu ás 12h do horário de Brasília, com temperatura quente e atingindo os 27ºC.
 
Quem saiu da pole-position para a prova 1 foi Enzo Elias, mesmo carregando o lastro de 35 quilos. Quem vinha também na primeira fila era Felipe Baptista, com Matheus Iorio, Nelson Monteiro e Chico Horta fechando o top-5.
 
Com as luzes apagadas e saída autorizada, Iorio deu o bote certeiro em cima dos adversários para tomar a primeira colocação. Quem ficou em segundo foi o representante da Academia Shell Racing, com Horta vindo em terceiro. Elias acabou caindo para quarto.
 
Enquanto isso, mais para trás do pelotão, Leo Sanchez acabou protagonizando o primeiro incidente da corrida. Na largada, acabou rodando na pista e acertou levemente Darwich. Ali terminava prematuramente sua participação.
 
Não demorou muito para que Enzo conseguisse superar o #77. O #73, já na segunda volta, conseguiu ultrapassar o piloto para ficar com a terceira colocação. O líder da classificação estava 1s9 atrás do segundo colocado.
 
Com pouco menos de 20 minutos para a bandeira quadriculada, Felipe Baptista colocou por dentro em cima de Matheus para assumir a primeira colocação. Enquanto isso, Elias começava a se aproximar perigosamente da dupla. O trio sustentava um respiro de 8s para o restante do pelotão.
 
Na classe GT3 Cup 3.8, Horta era quem estava na liderança da categoria. Logo em seguida aparecia Monteiro, com Nelsinho Marc, Ramon Alcaraz e José Vitte completando o top-5 do momento.
 
Então, o #73 se aproveitou de um erro cometido pelo #34, que acabou escapando da pista, e o ultrapassou, assumindo o segundo posto. A diferença para o primeiro colocado era de 1s601.
 
A briga pela liderança da classe GT3 Cup 3.8 estava bastante animada. Quando Chico sustentava a ponta, Nelson deu uma bela investida em cima do adversário, conseguindo tomar a primeira colocação. Horta tentou dar o troco e tocou de leve a traseira do adversário, mas sem grandes problemas.
 
Com 12 minutos para o encerramento da prova, Felipe já estava com uma vantagem de 3s na ponta. Enzo vinha em segundo com Matheus em sua cola, e Marcelo Tomasoni e Urubatan Junior completando o top-5.
 
Restando cinco minutos no relógio, o #121 estava relativamente tranquilo na ponta com 2s348 de vantagem. Enzo estava em segundo, com Iorio aparecendo em terceiro. Tomasoni e Urubatan também seguiam nas mesmas posições.
 
Na GT3 Cup 3.8, as posições também estavam se mantendo as mesmas, com Monteiro sustentando a liderança do pelotão, enquanto Horta era o segundo. Marc, Alcaraz e Lara fechavam o top-5.
 
Com a prova terminada, quem ficou com a vitória foi Felipe Baptista, com Elias terminando em segundo, Iorio, Monteiro e Horta vindo logo em seguida e fechando os cinco primeiros da corrida.
 
Na GT3 Cup 3.8, quem venceu foi Monteiro, com Horta, Marc, Alcaraz e Lara ficaram entre os cinco primeiros.