Porsche

Iorio pula para ponta ainda no início, controla ritmo e consegue primeira vitória na Carreira Cup 3.8 em Curitiba

Matheus Iorio teve dia de pilotagem irretocável em Curitiba. Na segunda corrida do sábado (27) da Carreira Cup 3.8, o piloto assumiu a ponta ainda no início e depois foi só administrar a vantagem, cruzando a linha de chegada na primeira colocação

Grande Prêmio / NATHALIA DE VIVO, de Curitiba
A estrela de Matheus Iorio enfim brilhou na Porsche Cup. Neste sábado (27), na segunda corrida do dia da Carrera Cup 3.8, o piloto assumiu a ponta ainda nos minutos iniciais da prova, controlou bem o ritmo e conquistou sua primeira na categoria.
 
Ainda no começo da disputa, o estreante da categoria monomarca conseguiu dar o bote em cima de Chico Horta para aparecer na primeira colocação. A partir de então, sempre foi administrando a vantagem para receber a bandeira quadriculada em primeiro.
 
Quem cruzou a linha de chegada na segunda colocação foi Enzo Elias, ampliando sua vantagem na classificação. Felipe Baptista, Gustavo Kiryla e Marcelo Tomasoni completaram o segundo pódio do dia.
 
Na classe GT3 Cup 3.8, Marco Billi vinha dominando a corrida. Entretanto, acabou errando no final e perdeu importantes posições. Com isso, Fran Lara venceu, com Urubatan Junior, Nelson Marc, Nelson Monteiro e Billi completando o top-5.
Matheus Iorio (Foto: Victor Eleutério)
Saiba como foi a corrida 2 da Carrera Cup 3.8 em Curitiba:
 
Pilotos autorizados a largar e Chico Horta deu um grande salto para assumir a ponta do pelotão. Entretanto, no replay, a transmissão indicou que o piloto acabou queimando a saída da disputa.
 
Enquanto isso, quem vinha na segunda colocação era Matheus Iorio, com Marco Billi, Fran lara e Enzo Elias completando os cinco mais velozes do momento, com as classes Carrera Cup e GT3 Cup misturados.
 
Até que, não demorou muito para que Matheus desse o bote em cima do ponteiro, assumindo a primeira colocação. Mais atrás, Elias conseguiu ganhar três posições, aparecendo em segundo com 21 minutos para o fim.
 
Então, os comissários indicaram que Horta realmente havia queimado a largada. Então, o #77 recebeu uma punição e tinha que cumprir um drive through – ele estava na terceira colocação quando a decisão foi anunciada.
 
Restavam ainda 16 minutos para a bandeira quadriculada em Curitiba e Iorio seguia na primeira colocação com 1s350 de respiro na ponta. Elias, Felipe Baptista, Tomasoni e Kiryla completavam o pódio da Carrera Cup.
 
Enquanto isso, na GT3 Cup 3.8, Marco Billi sustentava a primeira colocação, seguido por Fran Lara, Urubatan Juniro, Ayrman Darwich e Nelson Monteiro completando o top-5 do momento.
 
As coisas começaram a se acalmar na pista, com as posições começando a se manter no traçado. Iorio seguia puxando o pelotão com uma vantagem de 1s221 para Elias, o segundo colocado. Baptista, Tomasoni e Kiryla, que recebeu uma advertência por uma atitude antidesportiva, era o quinto.
 
Então, em um grande golpe de má sorte, quando liderava na GT3 Cup 3.8, Marco Billi acabou rodando sozinho na pista. Indo para a grama, o piloto voltou para o traçado perdendo muitas posições, caindo para 11º geral, quinto na classe.

Em dia de pilotagem irretocável, Matheus Iorio garantiu a primeira vitória na Carrera Cup 3.8. Quem veio em segundo foi Elias, com Felipe Baptista, kiryla e Tomasoni completando o pódio em Curitiba.