Porsche

Nonô/Di Mauro une experiência e juventude para conquistar pole para final da Endurance Series

Nonô Figueiredo e Gaetano di Mauro começaram a final da Porsche Endurance Series com o pé direito. Nesta sexta-feira (23), a dupla anotou o tempo de 1min35s440 para conquistar a pole-position da prova de longa duração em Interlagos. Na classe 3.8, quem ficou com a posição de honra do grid foi Denis Dirani/Matheus Coletta
Warm Up / NATHALIA DE VIVO, de Interlagos
 Di Mauro e Nonô (Foto: Dalton Yamashita/Grande Prêmio)
Nonô Figueiredo e Gaetano di Mauro formaram o perfeito equilíbrio entre experiência e juventude na Porsche Endurance Seires. Nesta sexta-feira (23), a dupla anotou o tempo de 1min35s440 para conquistar a pole-position da classe 4.0 para a etapa final, que acontece em Interlagos.

Já na classe 3.8, quem ficou com a posição de honra do grid foi Denis Dirani/Matheus Coletta.
Di Mauro e Nonô (Foto: Dalton Yamashita/Grande Prêmio)
Saiba como foi a classificação da Porsche Endurance Series em Interlagos:
 
Quando o primeiro grupo foi para a pista, o céu já estava bastante encoberto e a chuva começava a se aproximar. Apesar disso, as temperaturas seguiam altas, com o termômetro indicando 28ºC.
 
Após as primeiras voltas completadas, o primeiro nome que apareceu na ponta da tabela foi Matheus Coletta, seguido por Pedrinho Aguiar, Chico Horta, Carlos Renaux e Culbert.
 
Na reta final da classificação, tudo mudou na tabela. Marco Billi saltou para a primeira colocação com 1min9s465, mas Matheus logo tratou de fazer uma volta voadora para registrar 1min38s905 e superar em 0s560 a marca anterior.
 
Com o cronômetro zerado, Coletta ficou com o melhor tempo de seu tempo, seguido por Marco Billi. Aguiar, Horta e Renaux completaram os cinco mais velozes da sessão.
 
Não demorou muito para que o segundo grupo fosse para a pista. O primeiro piloto a deixar os boxes foi Dominique Teysseyre, mas não demorou muito para que os restantes acompanhassem o #33.
 
Logo que as voltas começavam a serem completadas, os tempos começavam a pipocar na tabela. Com 1min36s661, foi Bruno Baptista o primeiro líder da sessão. Marcel Coletta, Gaetano di Mauro, Lico Kaesemodel e Miguel Paludo fechando o top-5.
 
No giro seguinte, as marcas baixaram ainda mais no circuito paulistano. Com 1min35s334, foi Gaetano quem saltou para a primeira colocação. Na sequência apareciam Bruno Baptista, Elias, Paludo e Vitor Baptista.
 
Com a bandeira quadriculada, Di Mauro fechou como o mais rápido do grupo, seguido por Marcel Coletta, Bruno Baptista, Vitor Baptista e Paludo.
 
Quando o terceiro, e penúltimo, grupo foi para a pista, a chuva seguia ameaçando, mas ainda não havia dado as caras em Interlagos. Com a bandeira verde tremulando, os pilotos estavam liberados para deixarem os boxes.
 
Como nas sessões anteriores, a classificação estava bastante disputada. Com os tempos do primeiro grupo, Denis Dirani era quem aparecia na primeira posição da tabela, com 1min38s101. Salas, Freire, Guerra e Maurizio Billi vinham na sequência.
 
Então, com a bandeira quadriculada em Interlagos, quem ficou com a pole-position foi Denis Dirani/Matheus Coletta. Quem larga em seguida são Salas, Freire, Guerra e Maurizio Billi.
 
No fim do dia, o último grupo foi para a pista para a definição do grande pole-position dos 500 km de Interlagos. Com bandeira verde, o treino estava autorizado e os pilotos já deixavam os boxes.
 
Na sessão, Pedro Queirolo sustentava a primeira colocação da sessão. Entretanto, logo Di Grassi assumiu a pole-position provisória. Quem vinha em segundo era Fraga, com Nonô Figueiredo, Piquet Jr e Gomes logo atrás.
 
Mas então, nos instantes finais da classificação, a chuva enfim deu as caras em Interlagos. Mas isso não assustou Nonô Figueiredo, que junto com Gaetano di Mauro, anotou 1min35s440 e ficou com a pole-position. Di Grassi/Ricardo/Bruno Baptista larga em segundo, com Fraga/Marcel Coletta, Piquet Jr/Schneider, Gomes/Murilo Coletta completando o top-5.