Porsche

Paludo faz balanço positivo de 2018 na Porsche Cup e destaca “clima especial” de final com F1

Miguel Paludo não tem do que reclamar de sua temporada na Porsche Cup. Com algumas vitórias e muitos pódios, vai para a final, em Interlagos, brigando pelo título. Ao GRANDE PRÊMIO, fez balanço positivo de seu ano e já mostrou ansiedade para a decisão

Warm Up / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
A Porsche Cup entrou em sua reta final e resta agora apenas uma etapa para encerrar a temporada 2018. Olhando para trás, Miguel Paludo não se queixou de sua campanha, tanto por estar na briga pelo título quanto por ser bastante competitivo.
 
Na classe Carrera Cup 4.0, o #7 conquistou três vitórias no ano, além de ter feito mais tantas outras aparições no pódio. Com um desempenho bastante consistente, zerou apenas a primeira prova do ano, e agora aparece em segundo na classificação com 148 pontos, apenas 12 atrás do líder Werner Neugebauer.
 
Ao GRANDE PRÊMIO, o piloto explicou que está satisfeito com o que tem apresentado nas pistas, pois antes mesmo de vencer, procurou pontuar o máximo possível nas rodadas duplas do calendário. “Foi um ano muito bom. Assim como nos anos anteriores, venho me mantendo constantemente entre os primeiros, sempre procurando conseguir o máximo de pontos quando não é possível a vitória e estamos conseguindo fazer isso”, pontuou.
Miguel Paludo (Foto: Reprodução)
“Desde a primeira corrida o meu objetivo é sempre o campeonato. No final do ano, a taça maior é o que importa para mim é o que importa para o patrocinador. Sempre quero vencer, mas se não for possível, conseguir o máximo de pontos para chegar até a final com chances de título”, completou.
 
A última etapa do campeonato Sprint da Porsche Cup acontece em novembro, no tradicional final de semana da F1. Com uma vitória na prova em 2017, Paludo espera repetir o feito em um final de semana que classificou como “especial”.
 
“[Correr antes da F1] É muito especial. No ano passado, venci lá, era uma das corridas que estava engasgada. É uma pista que tem muita gente assistindo, com clima de F1, é sempre muito especial e espero conseguir repetir a vitória”, pontuou.
 
Por fim, Miguel não escondeu a satisfação em estar na briga pelo título até a última corrida de 2018. “A categoria está em uma crescente enorme, o novo carro também trouxe bastante briga, pois todos tiveram que começar meio que do zero. Então, estamos competitivos e é isso o que batalhamos o ano inteiro, chegar à F1 com chances de brigar pelo título”, encerrou.