Jean Azevedo revela ajuda de colega para sair das dunas na segunda etapa do Rali dos Sertões

Graças a Ramón Sacilotti, Jean Azevedo conseguiu sair das dunas de Barreirinhas e completar em quinto a segunda especial do 20º Rali dos Sertões. O experiente paulista minimizou a diferença para o líder Felipe Zanol

Segunda etapa

Barreirinhas (MA) – Bacabal (MA)
Deslocamento inicial: 1 km
Trecho especial: 148 km
Deslocamento final: 365 km
Total percorrido: 514 km

A segunda especial do Rali dos Sertões, disputada nesta segunda-feira (20) entre as cidades maranhenses de Barreirinhas e Bacabal, foi marcada por uma atitude de companheirismo e esportividade. Por conta de uma dessas atitudes é que Jean Azevedo continua na luta pelo hexacampeonato, graças a uma ajuda providencial de Ramón Sacilotti.

Durante a etapa, Jean, um dos favoritos ao título nas motos, enfrentou problemas em seu GPS, fundamental para a navegação nas dunas, uma vez que não houve qualquer tipo de referência ao longo do trajeto. A prova do paulista da equipe Avante estaria arruinada. Mas Sacilotti, que largou atrás de Jean, ajudou o colega piloto e serviu como sua referência até o fim da especial, de 148 km. Ramón terminou o dia em quarto, uma posição à frente de Jean.

Jean teve de contar com a ajuda de Ramón Sacilotti para sair das dunas do Maranhão (Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena)

Ao Grande Prêmio, Azevedo falou um pouco a especial, considerada bem mais tranquila que a caótica abertura do Rali dos Sertões, e aproveitou para elogiar a atitude de Sacilotti, que o salvou logo no início da prova.

“Hoje foi um pouco mais tranquila que ontem, um pouco mais rápida. Teve as dunas, um lugar bonito. Foi mais legal, hoje o dia foi mais prazeroso”, avaliou o experiente piloto, que vem com uma KTM para a disputa do Sertões 2012.

Sobre o infortúnio, o segundo em apenas dois dias de Sertões, Jean creditou a Ramón o fato de ainda estar na luta pelo título. “Infelizmente tive um problema com o meu GPS, ele quebrou, e aí não tive como fazer a navegação. Tenho de agradecer ao Ramón. Ele largou atrás de mim. Tive de esperar ele chegar e fazer toda a parte das dunas atrás dele. Na verdade, ele salvou o meu dia. Se não fosse por ele, estaria lá até agora (risos)”, comentou Jean.

A próxima etapa do Rali dos Sertões será a primeira Maratona, entre Bacabal e Barreirinhas. Promessa de mais dificuldades para os pilotos. Mas Jean, quinto na especial desta segunda-feira e sétimo colocado na classificação geral, 27min53s atrás do líder Felipe Zanol, entende que o rali está apenas começando. “É ir levando. O rali tem oito dias pela frente ainda, tem duas maratonas, vamos ver o que acontece”, concluiu o piloto de São José dos Campos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube