Medeiros é único a completar Maratona e amplia vantagem nos quadris. Nos UTVs, Sperancini é líder

São cinco os ‘sobreviventes’ na competição de quadriciclos do 20º Rali dos Sertões e outros cinco nos UTVs. Melhor para Marcelo Medeiros e Bruno Sperancini, que seguem na liderança da prova nas respectivas categorias

Etapa 6

Palmas (TO) – Alto Parnaíba (MA): etapa Maratona
Deslocamento inicial: 207 km
Trecho especial: 468 km
Deslocamento final: 5 km
Total: 680 km

A segunda etapa Maratona do 20º Rali dos Sertões, disputada nesta sexta-feira (24), entre Palmas, no Tocantins, e Alto Parnaíba, última parada no Maranhão, foi um verdadeiro teste para a resistência dos quadriciclos e UTVs, que desafiaram o temido deserto do Jalapão. Ao todo, apenas cinco veículos de cada categoria seguem vivos na prova. Hoje o dia foi de encarar a maior especial de toda a competição, com 468 km de trecho cronometrado e com piso bastante diversificado, variando do fesh-fesh — areia que parece muito com o talco, muito fina —, piçarra, erosão e terrenos irregulares.

Nos quadriciclos, a vitória no dia ficou com o maranhense Marcelo Medeiros. O piloto herdou o posto de principal favorito ao título do Rali dos Sertões depois de ver seu maior rival, Tom Rosa, abandonar a prova por conta de uma queda. O cearense, detentor do título de 2011, sofreu uma lesão no braço, mas passa bem. Contudo, Rosa não terá como defender seu título nesta edição do Sertões.

Sperancini liderou uma etapa Maratona com apenas dois 'sobreviventes' nos UTVs (Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena)

Medeiros, aliás, foi o único dos ‘sobreviventes’ dos quadris a completar a etapa Maratona rumo a Alto Parnaíba. O maranhense, dono do bólido 102, terminou o duro percurso em 7h40min23s. Todos os outros que ainda estão oficialmente na prova — Ernesto Watashi, Marcelo Dias, Paulo Kitagawa e Luiz Tarquinio — ficaram pelo caminho.

A situação não foi lá muito diferente nos UTVs, a grande novidade do Rali dos Sertões em 2012. Dentre as cinco duplas que seguem na competição, só duas concluíram a primeira ‘perna’ da segunda etapa Maratona. O vencedor do dia foi Bruno Sperancini, que ao lado de Thiago Vargas, vai trilhando o seu caminho rumo a um título inédito na história do Sertões. O duo completou o percurso de 468 km em 7min08s43, quase 1h20min à frente de Carlo Collet, que corre ao lado do jovem copiloto Eduardo Shiga.

Na classificação geral dos quadris, após seis etapas, Medeiros segue firme rumo ao título, com 25h56min35s de tempo acumulado, 2h58min26s à frente de Marcelo Dias. Paulo Roberto Kitagawa, distante 4h10min24s do líder Medeiros, completa o top-3.

Nos UTVs, a disputa não parece tão definida assim. Sperancini e Vargas tem 26h20min45s, apenas 17min30 à frente de Heronaldo Segundo e Guga Costa. Carlo Collet e Eduardo Shiga estão apenas na quinta colocação, faltando quatro dias para o fim do Rali dos Sertões.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube