Ogier vence em Monza, vira para cima de Evans e é heptacampeão do Mundial de Rali

Sébastien Ogier conseguiu uma virada improvável em cima do companheiro Elfyn Evans e saiu com o hepta do Mundial de Rali

Sébastien Ogier conquistou o heptacampeonato do Mundial de Rali neste domingo (6). O francês conquistou uma virada improvável em cima do parceiro de Toyota Elfyn Evans e, assim, com vitória na etapa de Monza, ficou com a taça do WRC pela sétima vez.

Ogier precisava da vitória de qualquer forma e, basicamente, que Evans zerasse na etapa. Foi justamente o que aconteceu, com o galês só pontuando na especial extra, mas fora da disputa do Rali de Monza por conta de um acidente sofrido no sábado.

Sébastien Ogier virou em cima de Elfyn Evans (Foto: Toyota)

“Olha, não me parece ruim, devo dizer. Claro, sinto muito por Elfyn, ele fez uma temporada muito forte, muito consistente, nos divertimos muito na disputa. Mas eu estou muito feliz pelo que fiz. Só não vou sair por aí comemorando feito um louco porque estamos vivendo um momento em que muita gente está sofrendo ao redor do mundo, tenho de ser decente”, disse Ogier, grande nome da geração no Mundial de Rali.

Ott Tänak fechou o ano em alta e conquistou a segunda posição na etapa italiana, completando a temporada em terceiro com 105 pontos, 9 a menos que Evans e 17 atrás de Ogier. Quarto no geral e parceiro de Ott na Hyundai, Thierry Neuville foi outro que não chegou ao fim do Rali de Monza.

Dani Sordo ficou em terceiro na etapa, seguido pelos finlandeses Esapekka Lappi e Kalle Rovanperä. Andreas Mikkelsen, Oliver Solberg, Jari Huttunen, Mads Ostberg e Pontus Tidemand completaram o top-10 em Monza.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube