Átila destaca estratégia com uso ‘duplo’ de push-to-pass para superar Camilo e vencer em Santa Cruz do Sul

Átila Abreu usou dois botões de ultrapassagem em sequência – um no misto de Santa Cruz do Sul, outro na reta principal. Esse foi o jeito encontrado para ultrapassar Thiago Camilo e visitar o alto do pódio pela primeira vez em 2018

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Átila Abreu precisou abusar do push-to-pass para superar Thiago Camilo e voltar a vencer na Stock Car, feito alcançado na corrida 2 de Santa Cruz do Sul. Logo após a passagem pelo alto do pódio, o piloto da Shell revelou que foi necessário usar o botão de ultrapassagem duas vezes seguidas, uma atrás da outra, para deixar o rival para trás.
 
Átila foi um dos agraciados com o Fan Push, recebendo um botão de ultrapassagem extra pela votação do público. O apoio se mostrou determinante para vencer pela primeira vez em 2018.
 
“Agradeço também a todos os fãs que votaram em mim, porque a ultrapassagem para assumir a liderança foi com o Fan Push”, comentou Átila em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. “Dei um push no miolo para aproximar e com o Fan Push fiz a ultrapassagem decisiva. Dedico a todo o meu time e quem votou em mim. Na primeira corrida terminei em quinto usando apenas três pushes, ou seja, tinha 13 para a segunda prova, mais o Fan Push”, revelou.
Átila Abreu recebeu o Fan Push, que fez a diferença (Foto: José Mário Dias/Divulgação)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Que seja a primeira de muitas vitórias, é bom vencer essa corrida antes da pausa. Temos dois meses e meio até a Corrida do Milhão, mas nas duas últimas etapas brigamos pela vitória. Agora é comemorar”, seguiu.
 
Esta foi a primeira vitória de Átila em seis meses. A última vez que o piloto do #51 venceu foi na corrida 2 de Goiânia de 2017, realizada em novembro. O piloto teve chances nas primeiras rodadas duplas de 2018, mas ficou pelo caminho. O maior exemplo disso foi a corrida 2 em Londrina, quando foi vítima de uma punição por infração em um pit-stop.
 
“Em Londrina estivemos muito perto de ganhar, a equipe sempre busca milésimos de segundo e acabamos punidos no pit-stop nessa tentativa. Hoje funcionou tudo perfeitamente aqui e agradeço a todos os mecânicos e engenheiros da Shell por essa performance que tivemos aqui”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube