Confiança, respeito e profissionalismo: líder, Camilo destaca relação com Ipiranga

A Ipiranga vai para a final da Stock Car 2020 com três chances de título: entre os pilotos, com Thiago Camilo e Cesar Ramos; a outra é na disputa entre equipes. E a dupla conta os segredos da parceria longeva com a marca

Ipiranga e Thiago Camilo mantém a relação patrocinador e piloto há mais tempo viva na Stock Car. E é assim que eles chegam ao próximo domingo (13), quando a categoria disputa sua final da temporada 2020 com a dupla como favorita. Camilo é líder, a Ipiranga tem uma chance clara de título com o #21.

Levantar a taça após a última bandeira quadriculada do ano seria a consagração para marca e piloto. São 18 anos de Camilo na Stock Car, e o título escapou algumas vezes por pequenos detalhes. Mas qual o segredo para tal continuidade em busca da sonhada conquista? É o que o GRANDE PRÊMIO conta abaixo.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Thiago Camilo e a Ipiranga são os recordistas de poles em 2020 (Foto: Duda Bairros/Vicar)

“Minha relação com a Ipiranga começou em 2009, e não é mais longeva de um piloto com um patrocinador principal na Stock Car por acaso. Existe muita confiança, respeito, profissionalismo”, afirma Camilo.

“Mesmo nos poucos momentos em que as coisas não deram certo, sempre estivemos juntos, procurando as melhores soluções juntos. Evoluímos juntos dentro da Stock Car, e esses dois últimos anos na equipe do Andreas Mattheis sem dúvida representam o auge dessa trajetória”, segue.

Ele vai para a decisão como líder, com 238 pontos, e só depende de si mesmo para ser campeão. Na atual temporada, já triunfou em quatro corridas – e, em Interlagos, tem seis vitórias na carreira. Outro bom sinal: das oito finais disputadas com a pontuação dobrada, caso da de 2020, em sete quem chegou como líder, assim terminou.

Thiago Camilo segue na ponta da Stock Car (Foto: Duda Bairros/Vicar)

“Posso dizer que estou bem confiante. Começamos a temporada com dificuldade, fomos evoluindo e desenvolvendo o carro até nos tornarmos o melhor Toyota Corolla do grid. Vou enfrentar grandes adversários, como já aconteceu em outras oportunidades, e em várias delas cheguei na frente”, comenta.

Ano passado mesmo venci a última corrida da temporada aqui em Interlagos, mas a pontuação não foi suficiente para levar o título. Esse ano só dependo de mim e estou muito tranquilo, porque tenho a certeza de que eu e a equipe trabalhamos duro e demos o melhor de nós desde o primeiro minuto da temporada em busca do objetivo final”, afirma o #21.

“Essa foi uma temporada diferente, pela coincidência da pandemia com os carros novos, que não foram desenvolvidos na medida ideal antes de irem para as corridas. Então se fez um regulamento com lastro, que permitiu que 11 pilotos estivessem aqui disputando o título na última corrida. Esse número certamente seria bem menor sem o lastro, mas não é nisso que tenho que focar agora. Estou olhando para frente e buscando meu objetivo, que é o título”, completa Camilo.

Cesar Ramos conversa com Andreas Mattheis, o chefe da Ipiranga (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Cesar Ramos também está na disputa

Mas ele não é o único piloto da Ipiranga na briga. Pouco abaixo na classificação, está alguém que liderou boa parte do campeonato, que fez duas poles em Interlagos, mas que acabou sofrendo um pouco com o citado lastro: Cesar Ramos.

O #30 vai com 203 pontos para a decisão, na sétima colocação antes da prova. Mas, mesmo que o título entre os pilotos possa não vir, ele pode conquistar pontos importante para que a Ipiranga, atual vice-líder entre as equipes, leve tal disputa.

“Meu objetivo principal é fazer a Ipiranga campeã. Estamos em segundo no momento. Torço muito para que esse campeonato fique conosco, e vou fazer meu melhor para ajudar”, crava o gaúcho.

O Corolla #30 de Cesar Ramos (Foto: Rafael Gagliano/Hyset)

“Claro, esperava chegar à final em uma situação um pouquinho melhor, visto o campeonato que fiz até a penúltima etapa. Liderei algumas etapas, mas a Stock Car é assim, não perdoa vacilo, e acabou que deixamos a desejar um pouco, em termos de performance, nas duas últimas etapas, e alguns errinhos imprevistos – que acontecem, mas custaram caro”, analisa Ramos.

“Estou indo para a final em sétimo, mas temos 60 pontos em jogo, dependo de situações para levar o título, mas estou indo com a cabeça de querer ganhar, perseguindo minha primeira vitória. Essa questão do lastro foi legal para a categoria, mas me prejudicou um pouco. Em várias oportunidades andei com 30 kg, e sem com certeza significaria estar em primeiro. Custou um pouco, mas é o regulamento e eu tenho um bom histórico em Interlagos: duas poles, dois pódios. Eu gosto muito de correr lá, é minha pista preferida, me sinto muito bem lá e estou muito otimista para um super final de semana”, completa.

Ramos, porém, foi uma adição de última hora para a Ipiranga. No começo da temporada, ele foi chamado para ser o parceiro de Thiago Camilo em razão da gravidez de Bia Figueiredo. Acabou ficando até o final. E aproveitou cada momento.

Cesar Ramos e Thiago Camilo, dupla da Ipiranga (Foto: Carsten Horst/Hyset)

“Correr pela Ipiranga, usei muito essa palavra, é realmente um sonho. Uma marca super importante, que tem tudo a ver com o automobilismo. E sempre, sempre que esteve na Stock Car, esteve em uma equipe competitiva”, fala o piloto – que, inclusive, fez sua estreia na categoia pela marca, como parceiro de Galid Osman pela então Ipiranga RCM na Corrida de Duplas de 2014.

“Quando eu estava em outras equipes, eu olhava para as dela como uma coisa distante, mas tinha uma relação com os pilotos da Ipiranga e achava incrível. Obviamente eu estava feliz em correr por outras marcas, mas essa junção de Ipiranga e Andreas Mattheis, mais a oportunidade que se abriu para mim, eu chamo de única, tanto é que eu tinha a oportunidade de continuar onde estava, mas mesmo com a proposta de correr poucas etapas em 2020 pela Ipiranga eu topei o desafio, aceitei. Porque era um sonho correr pela marca, e foi uma temporada incrível, aprendi demais, cresci muito como piloto”, segue ele.

“Estivemos, eu e Thiago, sempre buscando nosso limite, nosso melhor, e por isso fizemos uma temporada tão forte. Foi uma super temporada, um ano incrível, o ano em que pude mostrar meu valor. Todo mundo, equipes, patrocinadores, pilotos, têm outro olhar em relação a mim. É muito legal estar entre os caras que andam na frente. Cometi poucos erros, muito mais acertos que erros, mostrei velocidade, e espero ter a chance de dar continuidade a este trabalho com a Ipiranga”, finaliza Ramos.

A Ipiranga estampa os carros #30 e #21 na Stock Car (Foto: Duda Bairros/Vicar)

A programação da final Stock Car neste fim de semana vai compreender a realização de apenas um treino livre na sexta-feira. No sábado, está previsto mais um treino livre, pela manhã, e a classificação que vai definir o grid de largada para a decisão, com largada prevista para 12h30 (de Brasília) de domingo. A prova vai ser transmitida pela Band, que volta a ser a emissora responsável pela Stock Car na TV aberta, e no canal por assinatura SporTV 2. O GRANDE PRÊMIO faz cobertura completa.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube