Corrida do Milhão põe classificação em destaque. E eliminação precoce pode render vitória

A Corrida do Milhão teve o regulamento de sua classificação alterado: agora, serão quatro fases, e os pilotos vão para a prova com o combustível e os pneus com que encerrarem o treino. Ou seja: cresce a chance de zebra, mas diminui a vantagem de ser pole

A notícia de que a Corrida do Milhão do próximo domingo (25) terá um regulamento único e diferente para seu treino de classificação abriu possibilidades imensas para a prova. Este, é claro, era o objetivo, e ele foi alcançado. Agora, o GRANDE PRÊMIO tenta entender tudo que pode acontecer – mas uma coisa é fato: a sessão do sábado será extreamente importante. Mas talvez não seja importante ir bem. Muito menos conquistar a pole.

O primeiro passo foi ligar para Carlos Col, diretor da Vicar, organizadora da Stock Car. E ele explicou os objetivos da mudança no treino – que, agora, terá Q4, com três pilotos brigando pela pole – saídos de um Q3 em que seis pilotos darão três voltas e avançarão por média de tempo. Além disso, todos os pilotos irão para a Corrida do Milhão, no dia seguinte, com o mesmo combustível e com os mesmos pneus com que terminarem a classificação – ou seja: quem for longe, gasta mais pneus e gasolina. Quem cair cedo, pode ter vantagem mesmo largando no fundo do grid…

"O conceito que pensamos é que a disputa do Milhão já comece na primeira volta da classificação. Ou seja: as equipes terão uma determinada quantidade de combustível para administrar até o final da corrida. E isso começa pela classificação", disse Col ao GP

"O que vai acontecer? Quem for passando de fase obviamente vai gastarmais combustível – e isso fará com que tenham que abastecer mais durante o pit-stop, ou alguns, se conseguirem economizar, dependendo de safety-car, temperatura do dia, consumo do motor, pode ser que saiam do Q1 e nem tenham que abastecer, só trocar o pneu obrigatório."

"É uma questão de estratégia, que o regulamento provoca às equipes e aos engenheiros, para tentarem na estarem em primeiro na última volta. Não se trata de punir ninguém. A regra é igual para todos e cada um escolhe sua estratégia", complementou Col.

Treino de classificação da Stock Car (Foto: Duda Bairros/Stock Car)

É isso: a Stock Car criou um sistema que garante emoção para a prova do domingo (o que é ótimo), já que qualquer um, em qualquer posição, pode ter estratégia perfeita para gastar pouco tempo nos boxes e voar com pneus novos; que criou, também, uma classificação que pode ser a hora mais importante do final de semana (o que é bom, afinal o treino costuma ser menos visto que as corridas); e que tornou a pole, um dos grandes momentos do esporte a motor, talvez uma das piores posições no grid, já que quem for tão longe no sábado terá que gastar mais tempo nos boxes para trocar pneus mais gastos e colocar mais combustível.

É confuso, mas dá emoção. Ser eliminado de forma precoce pode dar a vitória, resumindo.

Troféu dado ao pole na Stock Car (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Paddockast #29
ONE HIT WONDERS DO ESPORTE A MOTOR

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Como o regulamento da categoria permite alterações em duas provas no ano (Milhão e a final), é uma tentativa válida e pode dar destawue às equipes menores e aos seus patrocinadores, usualmente de menor visibilidade. Mas que pode, também, prejudicar a briga pelo título para quem tem carro para ir bem no sábado.
 
Segundo Col, todas as equipes viram como algo positivo – então é difícil contestar a escolha: "Foi uma proposta da organização e discutida amplamente com todas as equipes, que participaram da confecção disso e decidiram vários detalhes até em votação, e aí me passaram tais decicões, complementadas na redação final."

Ou seja: se todos estão de acordo, tudo bem. Mas a batalha será mais estratégica do que na pista. Uma dica a quem assistir: talvez ignorar a briga pela pole dê uma melhor visão de quem são os favoritos. Observe quem estiver em sétimo (o melhor do Q2), ou até mesmo quem estiver no topo entre os eliminados no Q1. Pode ser alguém forte, se poupando para o momento decisivo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube