Casagrande desabafa após mudança da Stock Car na tabela: “Todos sabem que não sou líder”

Gabriel Casagrande voltou à liderança da Stock Car após a suspensão dos resultados no Velocitta. Em Interlagos, o atual campeão vai carregar mais lastro e criticou a decisão em entrevista exclusiva para o GRANDE PRÊMIO

A Stock Car anunciou uma estranha mudança na tabela de pontos na última segunda-feira (15), mesmo que temporária. Por conta de uma exigência do regulamento, os pontos dados na sprint do Velocitta, disputada em março deste ano, estão suspensos até a realização da corrida 2, em junho. A prova não foi disputada devido a um forte temporal que impediu a largada no interior paulista.

A primeira prova no Velocitta terminou com vitória de Felipe Massa, que também assumiu a liderança do campeonato e manteve após a corrida 2 ser suspensa por conta das fortes chuvas no interior paulista. De acordo com o regulamento da Stock Car, a pontuação oficial de uma etapa só pode ser oficializada após a realização das duas corridas do final de semana Com a mudança, porém, Gabriel Casagrande volta a ser o líder da Stock Car em 2024, como era após a etapa de Goiânia.

Relacionadas


A decisão incomodou o atual campeão, que falou com exclusividade com o GRANDE PRÊMIO, e reclamou por correr com o lastro máximo em Interlagos, neste fim de semana.

“A Vicar não entrou em contato, antes ou depois. Até acho que eles não sabiam disso [da mudança no regulamento] porque nós fomos avisados ontem de manhã por um comunicado da CBA [Confederação Brasileira de Automobilismo]. Foi todo mundo pego de surpresa”, disse o paranaense

Gabriel Casagrande saiu do Velocitta em quarto, mas voltou a ser líder (Foto: Rodrigo Guimarães/RF1)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Com outros pilotos, conversei, pois alguns não tinham entendido o comunicado da CBA. Logo depois que eu postei na rede social, alguns vieram falar comigo e outros deram suas opiniões no perfil da Stock Car. E não vi um apoio ou achando justo. Temos pilotos que já acham o lastro do sucesso injusto, outros acham necessário e outros pilotos queriam que mudasse”, acrescentou.

Casagrande ainda criticou o lastro do sucesso, uma medida implementada pela Stock Car em 2020 para gerar mais equilíbrio nas corridas. Na prática, o líder do campeonato precisa correr com mais peso no carro, atualmente 30 kg, enquanto outros correm com pesos menores.

“Nunca achei certa essa regra. Teve um tempo que quem vencia era premiado, não penalizado. Desde 2020, por um equilíbrio fake, os que estão mais preparados precisam carregar um peso a mais para que os outros não sofram. Não concordo e nunca concordei, vou sempre reclamar. Tinha prometido que essa não reclamaria, mas o que está acontecendo agora é um absurdo porque todo mundo sabe que não sou líder do campeonato, todo mundo sabe que líder é o Felipe Massa e estou em quarto, mas vou levar como se estivesse em primeiro”, pontuou.

“[As mudanças no] regulamento atual, como a duração das corridas, está sendo bom, bem legal. Mas nessa questão do lastro do sucesso, não me agrada. Por mim, tiraria de todas as categorias. Está ali em prol de um equilíbrio que é fake. Para mim, quem está bem preparado, merece ser premiado”, concluiu.

Stock Car volta às pistas no fim de semana de 20 e 21 de abril, em Interlagos, com a terceira etapa do campeonato em 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.