Stock Car

De volta ao grid da Stock Light, Robe termina sexta-feira de treinos livres com melhor tempo no Velopark

O segundo treino livre acabou sendo o mais rápido desta sexta-feira (5) que abriu os trabalhos da Stock Light na temporada 2019 no Velopark. Nas duas sessões, os 22 pilotos do grid para a etapa inaugural do campeonato enfrentaram pista úmida. No fim, valeu a experiência de Gabriel Robe, que chegou a anunciar a ida para a Stock Car, mas teve de voltar para a Light

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré

Categoria de acesso à Stock Car, a Stock Light completou uma movimentada sexta-feira (5) marcada por treinos livres no Velopark, em Nova Santa Rita, próxima a Porto Alegre. Choveu em praticamente todo o dia na região metropolitana da capital gaúcha, o que acabou por atrapalhar um pouco os trabalhos dos pilotos e das equipes. Em condições mais complicadas, Gabriel Robe se valeu da experiência para, durante a tarde, anotar o melhor tempo do dia: 1min11s336, aferido no segundo treino livre.
 
Robe, último campeão do antigo Brasileiro de Turismo, em 2017, chegou a anunciar sua ida para a Stock Car ainda no fim do ano passado para correr pela equipe Mico’s, do uruguaio Juan Carlos López. No entanto, os planos foram frustrados por conta de problemas com patrocinadores, e o gaúcho de Pelotas teve de voltar ao grid da categoria de acesso, mas não pela Motortech, time que defendeu nos últimos anos, e sim pela MRF Motorsport.
 
Vitor Baptista, que volta em tempo integral à Stock Light para 2019, foi o segundo colocado, também com seu melhor tempo sendo registrado no segundo treino do dia. O paulista ficou a apenas 0s034 do tempo de Robe, com Guilherme Salas, que representa a KTF Sports na Stock Light neste ano, completando o top-3. Raphael Reis, atual campeão da Stock Light com a Shell Racing/W2, e Pietro Rimbano, que foi o mais rápido do primeiro treino livre, completam a lista dos mais rápidos do dia, com destaque para dois novatos na categoria: Matheus Iorio e Diego Ramos, sexto e sétimo, respectivamente.
 
A Stock Light volta a acelerar neste sábado para um dia intenso de programação. Logo pela manhã, a partir das 10h (horário de Brasília), acontece o terceiro treino livre, com meia hora para cada grupo de pilotos. Às 13h, está marcada a sessão classificatória que vai definir o grid de largada da primeira corrida do fim de semana. A prova vai acontecer às 15h25, com 30 minutos e mais uma volta de disputa, com transmissão ao vivo pela TV no BandSports.
Gabriel Robe nos boxes da MRF (Foto: Felipe Noronha/Grande Prêmio)
Como foram os primeiros treinos livres da Stock Light no Velopark
 
Na chuvosa manhã de Nova Santa Rita, a categoria de acesso à Stock Car realizou um treino dedicado apenas aos estreantes e depois um shakedown antes do primeiro treino livre propriamente dito. 
 
A primeira sessão, iniciada pouco antes do meio-dia, começou com a pista úmida e foi dividida em dois grupos. No G1, a liderança coube ao veterano Marco Cozzi, com 1min12s509, seguido muito de perto por um dos muitos novatos nesta temporada, Diego Ramos, da Shell Racing/W2. O top-3 do primeiro grupo foi completado por Guilherme Salas, que venceu a última corrida da Stock Light no ano passado, em Interlagos.
 
Com a vinda do segundo grupo, a pista melhorou ligeiramente, e isso possibilitou a Pietro Rimbano superar Cozzi para marcar 1min12s249, sendo o jovem o novo líder da sessão no Velopark. A surpresa — e grande indício de melhora das condições do asfalto — era a presença de Tuca Antoniazzi, outro veterano da Stock Light, em quarto, à frente de Salas. Atual campeão, Raphael Reis tinha o oitavo melhor tempo.
 
Outro destaque coube ao estreante Matheus Iorio. Campeão da F3 Brasil, o paulista debuta na Stock Light depois de correr no ano passado na Euroformula, fazendo a transição dos monopostos para o turismo. Iorio andou nos minutos finais do treino em quinto, mas acabou sendo superado pelo experiente Márcio Campos, de volta às pistas em 2019 na Stock Light, e terminou a sessão em sexto lugar.
 
Salas acabou o primeiro treino em sétimo, com Pedro Boesel em oitavo, Vitor Baptista na nona colocação e o campeão Raphael Reis fechando o top-10.
 
A segunda sessão teve início com a pista em condições semelhantes em relação ao primeiro treino, novamente dividida em dois grupos. Dentre os pilotos do G1, logo Lukas Moraes, de volta à categoria de acesso à Stock Car, subiu para a ponta com 1min14s095, sendo batido pouco depois, em 0s131, por Cozzi e depois por Salas, já quase chegando à casa de 1min12s, com 1min13s197.
 
A marca finalmente foi quebrada pouco depois pelo novato Diego Ramos e pelo experiente Lukas Moraes. Diego, da Shell Racing/W2, marcou 1min12s842 para tomar a liderança, seguido pela volta em 1min13s161 de Moraes. Até que, nos minutos finais, Salas voou novamente no Velopark para retomar a liderança, e com folga, ao anotar 1min11s528 e fechar o grupo 1, seguido por Ramos, Moraes, Márcio Campos e a surpresa, Felipe Papazissis, também estreante.
Guilherme Salas (Foto: Fernanda Freixosa/Stock Car/Vipcomm)
Já na segunda parte do treino derradeiro do dia na Light, Rimbano mostrou novamente boa performance e logo se colocou entre os primeiros, se posicionando logo à frente de Papazissis, na quinta posição. André Moraes Jr., outro novato, aparecia em oitavo, à frente do veterano Cozzi e atrás de outro experiente piloto, Gustavo Myasava.
 
Em seguida, Rimbano melhorou ainda mais seu tempo e subiu para segundo com 1min12s364, 0s836 atrás de Salas, que parecia ser imbatível. Mas ainda restava alguns minutos para o desfecho da sessão, e vários pilotos entraram na casa de 1min11s. O mais rápido deles foi Gabriel Robe. O piloto, que praticamente corre em casa neste fim de semana, cravou 1min11s336, 0s192 mais rápido que Salas. Rimbano se manteve entre os primeiros, mas Raphael Reis e Matheus Iorio subiram para o top-5, com destaque para Ramos e Baptista em sexto e sétimo, respectivamente.
 
Ainda restava alguns segundos para o fim da sessão, quando o atual campeão da Stock Light avançou mais uma posição, subindo para terceiro. Mas Reis e também Salas, que se segurava em segundo, foram batidos por Vitor Baptista, que fez uma volta voadora para se colocar em segundo, apenas 0s034 atrás de Robe, o dono do melhor tempo do dia em Nova Santa Rita.