Di Mauro destaca melhor resultado do ano na Stock Car como reflexo de “dedicação e foco”

Gaetano di Mauro fechou a corrida que completou a rodada tripla de Cascavel no último fim de semana na quarta colocação. O paulista, que faz seu segundo ano na Stock Car, ressaltou a troca de experiências com seu chefe na temporada 2020, o experiente preparador Mauro Vogel

O desfecho da jornada mais extensa da história da Stock Car rendeu a Gaetano di Mauro seu melhor resultado na temporada 2020. Em Cascavel, na corrida 2 da 6ª etapa do campeonato, disputada no último domingo (4), o paulista de 23 anos cruzou a linha de chegada na quarta posição. No seu segundo ano competindo na principal categoria do automobilismo brasileiro, em 2020 pela equipe Vogel, Gaetano entende que a colocação obtida no Autódromo Zilmar Beux é um reflexo de trabalho duro em um processo de constante aprendizado.

“Esse meu melhor resultado neste ano representa muito a minha dedicação e o foco que estou tendo neste campeonato. Com certeza, tenho uma outra bagagem em relação ao que tinha no ano passado. A gente ainda não tem um carro bom, mas estou conseguindo dar o meu melhor, conseguindo aproveitar tudo durante as corridas…”, disse o piloto, que agora tem três top-10 no campeonato: oitavo na corrida 1 da etapa de Interlagos — antes da Corrida do Milhão — e a sexta posição na segunda prova da rodada de Londrina, além do quarto lugar na terceira corrida do fim de semana em Cascavel.

O fato de ter conseguido resultados melhores nas corridas 2 até o momento mostra que Di Mauro conseguiu compreender a dinâmica das rodadas duplas da categoria. “Entendi bem como funcionam as corridas na Stock Car e estou conseguindo aproveitar ao máximo para tirar bons resultados, mesmo quando não se tem um equipamento tão bom”, pontuou.

Gaetano di Mauro disputa a temporada 2020 da Stock Car como piloto da Vogel (Foto: José Mário Dias/Shell)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ao admitir que seu Chevrolet Cruze #11 ainda não é bom o bastante, a falta de performance do carro passa muito pelo ritmo de classificação. Considerando as corridas que tiveram a realização do treino para definição do grid de largada — o que não é o caso das provas que têm o alinhamento inicial definido pelo grid invertido —, Gaetano passou três vezes para o Q2, mas seu melhor grid foi em Interlagos, 11º lugar.

Um dos trunfos que o paulista tem para evoluir neste seu segundo ano na Stock Car está nos boxes. Di Mauro tem a oportunidade de trabalhar ao lado de Mauro Vogel, um dos mais importantes preparadores da categoria e que já teve como pilotos nomes consagrados como Felipe Fraga e Thiago Camilo.

“Trabalhar com o Mauro está sendo muito legal. Aprendi muitas coisas novas com ele. São experiências diferentes: ele tem muita coisa que passou na categoria que ele pode transmitir sobre acertos do carro, enfim, ele é um cara que entende muito disso”, explicou.

“Estou ajudando ao máximo com o meu lado de feeling, como piloto, e ele dando o melhor no sentido de construir um carro para o piloto. Está sendo muito legal e divertido estar com o Mauro”, destacou o piloto da Shell.

Em termos de adaptação à nova geração de carros da Stock Car, o processo foi considerado bastante tranquilo para Gaetano.

Gaetano Di Mauro ressaltou a adaptação ao novo Chevrolet Cruze (Foto: José Mário Dias/Shell)

“Eu me adaptei rápido. Este carro lembra muito o do ano passado, é um pouquinho só mais lento, então, um pouco mais fácil para todo mundo guiar. A única coisa que mudou muito é o desgaste, do carro, que parece ser maior nesse ano. Com o calor, tudo, o carro exige muito mais do piloto, mas me adaptei muito bem. Consigo tirar o máximo do meu carro, e agora estamos trabalhando para tirar mais do nosso acerto e ter mais velocidade para as classificações e ter um extra nas corridas”, concluiu.

A Stock Car volta a acelerar nos dias 17 e 18 de outubro, com as sétima e oitava etapas do campeonato, no autódromo do Velocitta, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. Tudo com cobertura do GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube