Casagrande domina classificação e conquista pole da Stock Car em Interlagos

De maneira acachapante, Casagrande liderou as três fases e ficou com a pole de Interlagos. Vantagem para Khodair foi de 0s005

O acidente incrível aconteceu numa das maiores competições de kart do mundo (Vídeo: FIA)

Gabriel Casagrande é o pole-position da etapa da Stock Car em Interlagos. O piloto do #83 dominou a classificação deste sábado (15), em São Paulo, ao liderar Q1, Q2 e Q3 e acertar as contas com a mais tradicional pista do Brasil: afinal, ano passado, Casagrande perdeu a corrida decisiva do campeonato na mesma Interlagos após testar positivo para a Covid-19. Agora, não.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
Kanaan vê Stock Car como “categoria mais competitiva que já corri

O desempenho é particularmente invejável pelo fato de ter terminar as três fases na dianteira num dia em que só 0s6 separaram os 15 pilotos do Q2 e só 0s3 de diferença definiram primeiro e sexto no Q3. Casagrande fez 1min39s800 no fim das contas e superou Allam Khodair por 0s005.

Quem também disputou a pole foi Diego Nunes, que larga na terceira fila junto a Daniel Serra. Na quarta, Thiago Camilo e Rubens Barrichello.

A largada da Stock Car em Interlagos está marcada para as 11h15 (de Brasília) do domingo.

Gabriel Casagrande dominou em Interlagos. Anotou 1min39s800 garantindo a pole-position. (Foto: Reprodução)

Realidade virtual

As duas corridas que acontecem no domingo (16) serão transmitidas com novidade. Por conta da parceria entre a Ericsson e a Claro, a etapa de Interlagos será transmitida com direito a realidade virtual, com câmeras 360° completando a transmissão tradicional de TV. Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Tiago Machado, VP da Ericsson revelou os detalhes da operação.

“São três grandes destaques amanhã. A primeira é o mochilink; a segunda são as câmeras 360°, para trazer essa sensação de estar dentro dali e em tempo real, e essa câmera pode ser usada com óculos de realidade virtual para o telespectador poder acompanhar a inovação e sentir muito mais parte da corrida; e, em terceiro, drones conectados ao 5G e transmitindo imagens em tempo real, com alta qualidade e tempo de resposta muito baixo para podermos acompanhar e fazer parte da corrida. São as três grandes aplicações. É só o primeiro passo, as primeiras inovações que trazemos para o mundo do esporte a partir da tecnologia. Vem muito mais por aí, a gente vai estar cada vez mais conectado, mais imersivo com essas experiências híbridas dentro do mundo dos esportes”, explicou.

Em tempos de pandemia de Covid-19 os portões da Stock Car seguem fechados para o público. E a aproximação proporcionada pela tecnologia de realidade virtual e de imersão dos fãs é uma aposta para trazer o público para dentro dos autódromos de maneira diferente.

“Com certeza, levando o autódromo pro público. Cada vez mais vamos procurar experiências ricas que sejam híbridas. Alguns exemplos: estamos vivendo um momento em que somos forçados a ficar em casa, por razões sanitárias e de segurança, e nós não escolhemos isso. Acredito que muitos fãs de automobilismo gostariam de estar presentes neste evento e em muitos outros. Como é que a gente leva aquela experiência rica de estar lá, de escutar, de sentir aquela energia do autódromo dentro de casa? Cada vez mais nós desenvolvemos interfaces evoluídas, que são realidade virtual, realidade aumentada, dispositivos que nos permitem uma experiência imersiva, com som espacial”, disse Tiago Machado ao GRANDE PRÊMIO.

Ao lado da Claro, a Ericsson investiu em uma torre de 5G, que está presente em Interlagos para permitir a transmissão de dados. E a operação montada para proporcionar a transmissão foi explicada com minúcias.

“O que fizemos foi uma parceria com a Claro, apoiando eles com essa infraestrutura, foi levar uma rede 5G para o autódromo de Interlagos e, com isso, fazer a transmissão em tempo real dessas imagens. Isso facilita tanto a captação dessa usando essa espécie de mochilink, em que a equipe de transmissão pode se movimentar livremente, utilizar a alta capacidade e o baixo tempo de resposta que é importante nesses eventos ao vivo. A câmera e o equipamento da equipe se conecta automaticamente com a rede 5G e transmitem essas imagens para o centro de produção para tudo em tempo real, para quaisquer outros canais (Internet, emissoras). Essa geração se beneficia muito dessa capacidade em tempo real, para além de câmeras, além dos cinegrafistas, além das equipes de produção com os carros em outros pontos do trajeto”, revelou.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Confira como foi a classificação:

Exatamente às 15h20 (de Brasília), Diego Nunes abriu a fila na saída do pit-lane para abrir os trabalhos da sessão classificatória em Interlagos. Mas a primeira volta que se parecia com aquelas mais competitivas dadas nos treinos livres foi de Cacá Bueno, na casa de 1min41s6. O ritmo do #0 era razoável no princípio do Q1.

Com três minutos para o primeiro grupo encerrar, Nunes foi bem e, aí, sim, colocou uma volta verdadeiramente rápida em 1min40s2. Cacá voltou a passá-lo, mas, agora, as voltas eram mais importantes na briga para avançar de fase.

Os tempos seguiam caindo e sete apareciam na casa de 1min40s no minuto final – agora puxados por Diego Navarro, mas carrossel rodou nos segundos derradeiros: Átila Abreu e Cesar Ramos assumiram a ponta. A questão é que todo mundo melhorou a volta nos últimos 10s, o que bagunçou a classificação.

Gabriel Casagrande ficou com 1min39s496 e a ponta. Na sequência, Ramos, Thiago Camilo, Bruno Baptista, Daniel Serra e Abreu formavam as seis primeiras posições. Bueno, Navarro, Nunes e Rafael Suzuki encerravam o top-10.

António Félix da Costa rodou no Q1 da etapa de Interlagos, da Stock Car (Foto: Reprodução)

O segundo grupo chegou com a pista ligeiramente mais emborrachada, mas não quer dizer que encontrou qualquer tipo de tranquilidade. Ricardo Zonta andou forte e era o melhor do grupo quando o cronômetro zerou, mas ocupava somente a quarta colocação. Casagrande, Ramos e Camilo seguiram donos das três primeiras colocações.

Quem também saltou foi Beto Monteiro, surgindo em sexto. Allam Khodair, Marcos Gomes e Rubens Barrichello também conseguiram grudar ao top-15 e classificar para a fase final do treino.

Entre os que não conseguiram passar, Felipe Massa foi 23º, enquanto Tony Kanaan e Nelsinho Piquet vieram, respectivamente, em 28º e 29º. António Félix da Costa ficou melhor que isso, foi 18º, mas marcou o Q1 com uma breve saída da pista. A única da primeira parte, aliás.

Q3: Casagrande, Ramos, Camilo, Zonta, Baptista, Monteiro, Serra, Khodair, Gomes, Abreu, Bueni, Navarro, Barrichello, Nunes e Suzuki

Rubens Barrichello brigou pela pole-position pela etapa de Interlagos da Stock Car (Foto: Reprodução)

A primeira rodada de voltas do Q2 se deu com giros dentro da casa de 1min40s – provavelmente, assim, sem chances de pole. Khodair foi o primeiro a baixar dessa barreira e logo recebeu a companhia de Barrichello, que aumentava o ritmo após começo discreto.

Do outro lado, Zonta, Navarro, Camilo e Bueno passaram bem alto e totalmente longe de qualquer ritmo mais competitivo. Mas ainda havia uma chance.

Com um grid tão próximo, as voltas se mostravam naturalmente emboladas. Mas com meio minuto para o fim, Gabriel Casagrande voou novamente e pulou para a ponta ao anotar 1min39s623.

A happy hour do Q2 não foi tão alucinada como parecia se desenhar. Gabriel liderou e Khodair manteve a segunda posição, com Serra, Camilo, Barrichello e Nunes garantidos no top-6 e na disputa da pole.

No fim das contas, a diferença entre primeiro e 15º colocados do Q2 – Casagrande e Cacá -, ficou em míseros 0s6.

Q3 – Casagrande, Khodair, Serra, Camilo, Barrichello e Nunes

Já no Q3, a situação parecia apontar para Khodair na dianteira até que Casagrande – ele de novo – pintasse no apagar das luzes para cravar 1min39s800 e a pole. Khodair, Nunes, Serra, Camilo e Barrichello, nessa ordem, formam a ordem de largada.

Stock Car 2021, Interlagos, classificação:

1G CASAGRANDEVOGEL CHEVROLET1:39.800 2
2A KHODAIRBLAU CHEVROLET1:39.805+0.0052
3D NUNESBLAU CHEVROLET1:39.999+0.1992
4D SERRARC EUROFARMA CHEVROLET1:40.028+0.2282
5T CAMILOIPIRANGA TOYOTA1:40.125+0.3252
6R BARRICHELLOFULL TIME TOYOTA1:40.157+0.3572
7M GOMESCAVALEIRO CHEVROLET1:40.011+0.2113
8C RAMOSIPIRANGA TOYOTA1:40.019+0.2193
9R ZONTARCM TOYOTA1:40.110+0.3103
10B BAPTISTARCM TOYOTA1:40.142+0.3423
11B MONTEIROCROWN CHEVROLET1:40.190+0.3903
12D NAVARROCAVALEIRO CHEVROLET1:40.223+0.4233
13R SUZUKIFULL TIME BASSANI TOYOTA1:40.234+0.4343
14A ABREUPOLE/SHELL CHEVROLET1:40.235+0.4353
15C BUENOCROWN CHEVROLET1:40.251+0.4513
16G OSMANPOLE/SHELL CHEVROLET1:40.165+0.3654
17P CARDOSOKTF RACING CHEVROLET1:40.189+0.3894
18A DA COSTARC EUROFARMA CHEVROLET1:40.254+0.4543
19G LIMAVOGEL CHEVROLET1:40.343+0.5434
20F LAPENNAHOT CAR CHEVROLET1:40.351+0.5514
21C HAHNBLAU II CHEVROLET1:40.382+0.5824
22S JIMENEZMX PIQUET TOYOTA1:40.437+0.6374
23F MASSALUBRAX PODIUM CHEVROLET1:40.449+0.6494
24M ROSSIFULL TIME TOYOTA1:40.502+0.7023
25J CAMPOSLUBRAX PODIUM CHEVROLET1:40.509+0.7094
26L FORESTIKTF CHEVROLET1:40.607+0.8073
27G DI MAUROKTF RACING CHEVROLET1:40.634+0.8342
28T KANAANFULL TIME BASSANI TOYOTA1:40.748+0.9484
29N PIQUETMX PIQUET TOYOTA1:41.009+1.2094
30G FRIGOTTORKL CHEVROLET1:41.134+1.3344
31G SALASKTF CHEVROLET1:42.792+2.9923
32T ANTONIAZIHOT CAR CHEVROLET1:42.866+3.0614

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar